Entrevista de emprego: perguntas e como responder

Entrevista é o momento da verdade para muitos profissionais em busca de um novo emprego, e saber como lidar com as perguntas de entrevista mais comuns, escapando das pegadinhas e armadilhas, é uma necessidade comum.Não existe uma regra geral. Se o seu entrevistador não tiver preparo ou técnicas específicas, ele irá conduzir o trabalho “de ouvido”, e avaliar você puramente de acordo com suas próprias impressões e valores. Já se for um profissional competente e diferenciado da área de gestão de pessoas, especializado em seleção de pessoal, ele provavelmente empregará um conjunto de técnicas e escalas múltiplas para as quais não há escapatória – ele vai acabar construindo um raio-x completo da sua posição, da forma como a perceber, sem que você tenha qualquer controle sobre o processo – mas isso costuma acontecer apenas em seleções para cargos de altíssimo nível.

Para a maioria dos cargos comuns, a seleção é deixada a cargo da área de pessoal da empresa, ou de uma empresa externa contratada especialmente para isso, e eles tendem a adotar uma série de técnicas de entrevista e redação comuns e bem conhecidas, para as quais há respostas “certas” e “erradas” também comuns e bem conhecidas. As técnicas infelizmente incluem uma série de pegadinhas e outros expedientes que, a pretexto de excluir candidatos despreparados, acabam dificultando a criação de um ambiente em que os candidatos estejam aptos a oferecer respostas diretas e desarmadas.

Já apliquei a minha cota de entrevistas – nunca com pegadinhas! -, e já vi todo tipo de nível de preparo dos candidatos, desde aqueles extremamente aptos a assumir a vaga mas incapazes de se comunicar devido ao nervosismo, até aqueles completamente inadequados para a vaga, mas tão bons comunicadores que esperam convencer o entrevistador de que são sua melhor escolha – sem contar os mentirosos, os lisos, os nervosos e várias outras categorias.

Mas ao longo destas entrevistas, percebi que os candidatos experientes e traquejados se dão bem melhor que os mais “verdes”, porque acabam percebendo o segredo do sucesso em entrevistas de emprego, que é: perceber (ou deduzir razoavelmente) quais as qualificações necessárias para a vaga em disputa, e aí moldar as respostas sobre suas características pessoais a ela, sempre dizendo a verdade, mas escolhendo criteriosamente quais aspectos destacar. Como no caso de um vendedor de carros que, ao vender o seu modelo mais importante, sabe que para um cliente deve dar destaque ao baixo consumo de gasolina, ao outro precisa chamar a atenção para o espaço interno, e a um terceiro precisa falar especificamente sobre a potência do motor, em uma entrevista de emprego você tem de identificar quais as suas características que a empresa está buscando, e colocá-las em destaque na vitrine, como veremos a seguir.

Perguntas de entrevista de emprego

O que temos a seguir é um conjunto de perguntas comuns em entrevistas elaboradas por profissionais típicos. Não existe uma única resposta certa para cada uma delas, e você deve responder sempre com naturalidade e de forma espontânea – nada de respostas decoradas! Mas em muitas das perguntas há um teste oculto, e estes testes acabam eliminando muitos candidatos.

Por isso, para cada pergunta foi acrescentada uma sugestão de resposta, e eventualmente um comentário sobre qual o teste oculto. Você não deve decorar estas respostas e usá-las na próxima entrevista; a idéia é que você as use como base para compor sua própria resposta, que deve ser sincera e espontânea. Assim, você não será pego despreparado por nenhuma destas perguntas comuns, muitas delas difíceis de serem respondidas de improviso.

Lembre-se que o entrevistador muitas vezes tentará impor um ritmo artificial à entrevista, pressionando você, antagonizando, questionando tudo. Faz parte da experiência, e nestes casos provavelmente ele deseja ver como você se comporta quando pressionado. Mas a sua posição sempre é o resultado de uma escolha pessoal – você pode antagonizá-lo de volta, mas pode escolher também manter a tranquilidade e continuar oferecendo respostas calmas e completas. De qualquer maneira, quanto mais preparado você estiver, mais apto estará a se sair bem mesmo que seja colocado contra a parede e levado a responder tudo sem tempo para pensar.

Uma dica é essencial: sempre que for possível, tente fazer com que a entrevista seja uma conversação bidirecional, e não apenas um questionário. Já no início, após a apresentação inicial por parte do entrevistador, faça alguma pergunta inteligente sobre algum aspecto da vaga ou do processo seletivo. Se ele responder, você terá não apenas um ambiente mais favorável, mas também alguma informação adicional que poderá ser útil durante a própria entrevista. Ou seja: nos primeiros minutos, momento em que o candidato típico está procurando falar sobre si às cegas, você já terá conseguido criar um clima favorável e obtido informações sobre o que o entrevistador está procurando, para saber o que oferecer a ele.

Vamos às perguntas e respostas:

Sobre você

  1. Fale sobre você. Isto não é propriamente uma pergunta, mas freqüentemente as entrevistas começam assim, e o candidato desata a falar sem parar, e o avaliador presta atenção à sua capacidade de se concentrar nas prioridades, encadear idéias, e comunicar-se livremente. Lembra quando falamos sobre o “discurso do elevador”, no artigo anterior? Aqui ele será muito útil. Se você não sabe o que é um “discurso do elevador”, imagine que você encontrou no elevador o responsável pela seleção da vaga dos seus sonhos, e tem apenas o tempo do trajeto entre 10 andares para fazê-lo se interessar em selecioná-lo para a vaga. O que você diria? Estas 2 ou 3 frases, que você deve desenvolver, memorizar e ensaiar com antecedência, são importantíssimas, e este é um bom momento para usá-las.
  2. Quais os seus interesses pessoais? Aqui o entrevistador quer saber se você não é o que ele classificaria como um desajustado, uma pessoa problemática, ou então alguém tão ligado a seus interesses externos que não teria energia suficiente para cuidar do seu trabalho. Pode ser uma boa oportunidade de quebrar preconceitos e estereótipos; se você for mais velho que a média do mercado, destaque atividades que demonstrem atualização, vigor físico e energia. Se for muito jovem, destaque algo que indique ponderação e oportunidades adicionais de ter adquirido experiência útil para a vaga, como algum cargo na diretoria de uma ONG, por exemplo.
  3. Que bons livros (ou bons filmes) você tem lido (ou assistido) ultimamente? Seu avaliador não está apenas querendo puxar papo. Ele quer saber algo sobre o seu nível cultural, e também se você é um mentiroso quando sob pressão (caso não tenha lido nenhum livro que possa mencionar, e aí invente que leu algum). Não importa qual livro você indique, ele vai lhe fazer perguntas sobre ele. Portanto, fica a dica: se você está procurando emprego, é bom ler algum bom livro sobre o qual você fique à vontade para discorrer em uma entrevista. De preferência, um livro que vá interessar ao seu entrevistador, e que seja recente o suficiente para ele não poder pensar que você não lê um livro há 4 anos!
  4. Qual seu ponto forte? Escolha previamente, e esteja preparado para exemplificar e detalhar, sem mentir. Eis uma lista de atributos estritamente pessoais mas que costumam ser valorizados pelos entrevistadores. Identifique quais deles você tem em maior grau, e passe esta idéia (ou afirme diretamente) em seu texto ou na entrevista: Motivado; Racional; Energético (atenção: não é a mesma coisa que enérgico. Tem relação com a disposição para realizar trabalho); Dedicado (veste a camisa); Honesto; Capaz de liderar; Com iniciativa; Com objetivos; Com visão; Com empatia; Persistente; Bom comunicador; Bom técnico.
  5. Qual seu maior ponto negativo? Cuidado! A maioria das pessoas que já leu dicas de entrevista acha que deve escolher algo que não seja tão negativo assim, como “ser muito perfeccionista”, ou “exigir demais de si mesmo”. Na minha opinião, quando eu mesmo entrevisto, essas respostas prontas que disfarçam um ponto positivo como se fosse negativo passam uma idéia de artificialidade, e de ausência de respeito pelo interlocutor e pela empresa. Diga que não consegue lembrar de uma característica profissional que possa comprometer seu desempenho no cargo para o qual está sendo considerado, e aí acrescente um ponto negativo real (no qual você pensou com antecedência), que faça sentido no contexto da empresa, mas que não vá comprometer suas chances de aprovação. Se possível, equilibre-o explicando a forma como você lida com este ponto negativo, e mencione um ponto positivo forte já em seguida. Mas não exagere escolhendo algo que possa soar pior do que é na realidade.
  6. Qual seu maior arrependimento? Como no caso do “maior ponto negativo”, aqui o entrevistador não espera que você realmente confesse algo, mas ele quer saber como você lida com esse tipo de situação. Confessar um arrependimento verdadeiro em geral não é positivo para a sua pontuação, mesmo que seja algo inocente. E tentar mascarar uma vitória como se fosse arrependimento também é um truque manjado. Eu diria que não tenho arrependimentos, e que tenho um princípio, que também aplico na vida profissional, de agir de acordo com a minha consciência, e de sempre decidir de forma equilibrada, o que me permite prosseguir sem deixar espaço para arrependimento ou para o desejo de que eu tivesse decidido de forma diferente.
  7. Você aceitaria mudar algum aspecto importante da sua vida (por exemplo, mudar de cidade)? Não feche portas já na entrevista, mas ao mesmo tempo não mostre ser irrefletido ou desesperado por uma vaga. Diga que estudaria com prazer uma proposta, que decidirá quando souber dos detalhes, mas que não vê nenhum problema grave que o impeça de tomar esta decisão, se for a correta.
  8. Qual sua pretensão salarial? Raramente a empresa pergunta isso para lhe oferecer o que você está pedindo, caso ache que você está à altura – a entrevista de seleção raramente inclui negociação salarial, que ocorre em uma fase posterior, apenas com os aprovados. Aqui você está apenas sendo avaliado, e perde ponto quem se valoriza demais, ou de menos, em relação à estimativa do avaliador. Se você estiver empregado, pode dizer quanto ganha hoje, e que sua intenção é progredir, mas que aguarda para saber mais sobre as condições da vaga para a qual está sendo selecionado. Se não estiver trabalhando, ou estiver em situação instável, simplesmente diga que você é flexível e tem interesse em ganhar de acordo com o mercado, e que não tem dúvida de que o plano de cargos e salários da empresa é adequado. Se julgar relevante, pode mencionar quanto ganhava no emprego anterior.
  9. Qual seu objetivo de longo prazo? O entrevistador quer saber seu objetivo pessoal em um contexto profissional, e dentro da empresa. Não há problema em ser bastante objetivo e dizer simplesmente que deseja vir a ser o diretor operacional, ou o responsável pela sucursal do Centro-Oeste. Mas se você conhecer bem a empresa, pode ser mais amplo, dizendo por exemplo que deseja conhecer bem a realidade de todas as regiões em que a empresa atua, porque sua intenção é vir a ser o responsável pela logística. Não diga que quer ter um salário compatível, um bom plano de aposentadoria, ou outro objetivo que seja vantajoso apenas para você, e não para a empresa, mesmo que seja decorrência da vaga que você pleiteia.
  10. Quais suas metas de curto prazo? lembre-se de que metas são mais precisas, e que incluem datas, ou mesmo quantificações, quando for o caso. O entrevistador quer saber suas metas pessoais em um contexto profissional, e dentro da empresa. O ideal é poder dizer que quer chegar a ser gerente de uma filial já no ano que vem, ou que pretende conhecer a fundo o processo produtivo nos próximos 2 anos, para embasar uma carreira executiva na área de gestão fabril.
  11. Suas qualificações não são excessivas para esta vaga? Nenhum empregador gosta de contratar uma pessoa que logo vá ficar descontente com um trabalho que pode ser visto como abaixo do seu potencial, e acabe saindo da empresa logo após ter sido contratado. Se suas qualificações forem mesmo acima do que a vaga exige, esclareça as razões pelas quais a vaga é exatamente o que você deseja agora, que tem certeza de que a médio prazo surgirão oportunidades de prosseguir sua carreira dentro da própria empresa, e que as qualificações que você tem em excesso são do interesse da empresa.

Sobre sua carreira e posicionamento profissional

  1. O que você fez de bom no seu emprego anterior? Aumentou faturamento? Lucro? Reduziu custos? Motivou a equipe? Criou um novo departamento? Esteja preparado para responder objetivamente, com exemplos claros, datas e números.
  2. Conte-me sobre uma situação em que seu trabalho tenha sido criticado. Dessa não dá para escapar: todo mundo que toma decisões acaba sendo criticado, mais cedo ou mais tarde. Escolha antecipadamente uma situação em que você foi criticado por um superior (nunca por um cliente ou por um subordinado), mas comece dizendo o quanto é mais freqüente você receber feedback positivo do que negativo. Se possível, conte algo do início da sua carreira, e aproveite para explicar o que você aprendeu com o episódio, ou como teria agido hoje para evitar cometer a falha criticada – NÃO tente dizer que a crítica foi injusta ou imerecida. E não escolha uma situação que possa colocar em dúvida seu desempenho para a posição que você estiver pleiteando!
  3. Você consegue trabalhar sob pressão e com prazos curtos? É bom que consiga, porque você nunca deve mentir em entrevistas, e a resposta certa para esta pergunta dificilmente pode ser algo diferente de “Sim”. Venha preparado, já com um exemplo previamente escolhido de situação em que você se destacou sob pressão.
  4. Já demitiu um funcionário? Diga a verdade. Se ocorreu em mais do que uma ocasião, exemplifique com a que for mais fácil de explicar, com a causa mais objetiva. Não critique o demitido, nem se justifique demais – o avaliado aqui é você. Mas esteja preparado para defender sua decisão, caso o avaliador insista.
  5. Com que tipo de pessoa você tem dificuldade de trabalhar? A resposta mais óbvia é perigosa – nada de dizer que você tem problemas com pessoas irresponsáveis, preguiçosas, ou qualquer outro adjetivo negativo. Se o entrevistador estiver procurando alguém com potencial de liderança, este tipo de atitude não é desejável, e ele vai selecionar aquela pessoa que estiver apta a trabalhar com quem for necessário para realizar a missão, ou mesmo que esteja apta a ser um bom exemplo e uma inspiração para elas. Portanto, o ideal é dizer que na sua experiência, você acabou descobrindo que tem facilidade de trabalhar com as equipes variadas que a vida nos traz, e que sempre percebe que é bem recebido por elas, e as admira.
  6. Quais decisões são mais difíceis para você? Aqui podem perder pontos os que dão respostas puramente egoístas ou que dizem que nenhuma decisão é difícil (mostrando que não estão acostumados a ter responsabilidade, ou que decidem irrefletidamente). O ideal é poder dizer que sempre decide de forma ponderada, considerando todos os fatos disponíveis, a estratégia da empresa (missão, visão, valores, objetivos), a ética profissional e os recursos disponíveis, e que as decisões mais difíceis de tomar são as que afetam a vida da equipe, em aspectos pessoais.
  7. Se pudesse começar tudo de novo, o que faria diferente? A não ser que algo muito sério no seu passado seja de conhecimento público, mostre equilíbrio dizendo que não mudaria nada de essencial. Mesmo o que aconteceu de negativo agregou experiência e ajudou a formar o seu caráter.
  8. Por que está saindo do emprego atual? (se estiver trabalhando) Esta é uma pergunta importante. Lembre-se de que o entrevistador vai se perguntar se você não faria o mesmo com a empresa para a qual você está se candidatando. Fale a verdade, mas não fale mal da empresa atual, nem do chefe. Você pode responder que está em busca de novas oportunidades e desafios, mais responsabilidades, crescimento pessoal e profissional, ou que tem interesse específico em alguma característica que a nova empresa tem, e que seja incompatível com a empresa anterior. Não invente que é por diferenças de visão com o chefe atual, nem por conflitos com a administração da empresa.
  9. Por que saiu do emprego anterior? (se estiver sem emprego) Diga a verdade, sabendo que pode ser verificado. Se foi em uma demissão coletiva por corte de custos, fechamento da empresa, absorção por outra empresa, etc., simplesmente diga isso, sem criticar a decisão. Se foi por outro motivo, diga de forma curta e objetiva. Se foi por sua causa, acrescente que aprendeu a lição e não cometerá o mesmo erro novamente. Não se alongue.
  10. Por que você ficou tanto tempo sem trabalhar? Essa pode não ser fácil, mas a saída é ser honesto. Escolhas pessoais, situações familiares, com o cônjuge ou os filhos, recessão, tentativa de iniciar negócio próprio… Se você tiver um motivo, apresente-o, para parecer seletivo, e não preguiçoso, e nem uma pessoa rejeitada pelo mercado. Explique que se manteve atualizado. Mas saiba que o avaliador vai dar muita atenção a isso.
  11. Por que você teve tantos empregos? É raro encarar uma pessoa com muitos empregos no currículo como um candidato persistente que tem experiência variada. A expressão pejorativa, muito mais comum, é que ele “pula de galho em galho”. Se o entrevistador questionar, procure ser honesto, mas enfatize os empregos nos quais você ficou por mais tempo, e dê exemplos de casos em que sua saída foi provocada por fatores externos – empresas que fecharam, foram adquiridas, etc. Se você trabalhou em vários empregos temporários, explique também, bem como as razões para isso, e a experiência que isso lhe trouxe. Mas se você de fato pula de galho em galho, provavelmente o entrevistador perceberá, e pontuará de acordo.
  12. Você não deveria estar ganhando mais, neste estágio da sua carreira? Não dê a impressão de que você é movido apenas pelo dinheiro, mas também não pareça ser desprovido de ambição. Uma boa resposta é que você optou por cuidar de outras prioridades (família, estudos, ou outras que ninguém vá questionar) antes de dar início ao seu maior comprometimento com a carreira profissional, e que está convencido de que foi a decisão certa, porque agora você está muito mais preparado e estabilizado para assumir compromissos com a carreira.

fonte: http://www.efetividade.net/2008/01/17/entrevista/

107 Respostas para “Entrevista de emprego: perguntas e como responder

  1. TENHO UMA ENTREVISTA DE EMPREGO MARCADA. A MINHA DÚVIDA É NA HORA Q RECEBO A PERGUNTA O MOTIVO DE SAÍDA DA ULTIMA EMPRESA Q TRABALHEI. SENDO, QUE O MOTIVO FOI UM ACORDO ENTRE PARTES, DEVO SITAR ISSO NA ENTREVISTA, OU NÃO?ISSO PODE SER CONSIDERADO RUIM PARA MEU CURRICULO?O QUE DEVO DIZER ? TENHO TIDO DÚVIDAS SOBRE ISSO, POIS PASSEI POR ALGUMAS ENTREVISTAS E NÃO OBTIVE SUCESSO, SERÁ ESSE O MOTIVO?OBRIGADA,
    SHEILA

  2. Olá Sheila,

    na minha humilde opinião, penso que nestas horas a honestidade é a melhor decisão a tomar. Seja sincera, fale abertamente o motivo da saída, se foi acordo, informe, e diga o porque procuro este meio… até para lhe conhecer melhor… e se seu interlocutor não estiver satisfeito ou lhe negar a oportunidade pela sinceridade, não desanime… ele pode não estar preparado para trabalhar com pessoas de hombridade, transparentes e, com certeza, teve ou terá problemas em futuras contratações, pois o mercado está cheio de pessoas que dizem-se perfeitos profisisonais, mas são na verdade, hipócritas e acabam sugando a empresa, tirando muito mais do que podem fornecer…

    espero ter ajudado…
    seguem alguns links adicionais a esta matéria, originalmente publicada em http://www.efetividade.net

    http://noticias.uol.com.br/economia/carreiras/artigos/polito/2007/03/09/ult4385u5.jhtm
    http://noticias.uol.com.br/empregos/dicas/entrevista.jhtm

    Tenha um fabuloso dia e SUCESSO na entrevista! Acredite em você…

  3. Quem perguntas poderei fazer para um lider em uma entrvista ou seleção?

  4. Olá Natally,

    penso que em uma entrevista você, como foco desta, é quem será estudada e analisada. Digo isso pois é o que ocorre em via de regra, mas podem haver casos onde o “entrevistador[lider]” lhe dará a oportunidade de perguntar algo.
    Neste momento penso que você deve perguntas que possam melhor descrever seu modo de atuação e personalidade, é nesta etapa que você pode aproveitar para complementar algo que ele ainda não tenha questionado, ou ainda, para falar sobre questões que julga importante.
    Mais do que elaborar uma ou duas boas perguntas, seja você mesma e aja conforme a vontade e o desejo ao cargo pretendido, ou seja, se a vaga em jogo é uma oportuidade única em sua vida, deixe isso bem claro e para tanto, uma questão interessante a fazer seria: “Qual o histórico ou últimas expectativas da empresa para á área a que me candidato” e se ele achar estranho, explique que como membro da equipe que poderá ser, e pelo seu estilo de trabalho, esta informação seria interessante para melhor se preparar para a empresa.
    Importante, não faça mais do que 2 ou 3 perguntas e seja simples, use palavas “fáceis” mas corretas e que descrevam bem o pretende dizer.

    espero ter ajudado…

    tenha um excelente dia e SUCESSO em sua caminhada…

  5. Boa noite!!!

    Bom fiz várias entrevistas, e sempre passo em todos os processos e quando chego a ultima etapa que é com o gestor do setor. Ele sempre pergunta o motivo da demissão, eu sempre falo a verdade é que foi uma pessoa que tem um grande cargo na qual eu nunca a vi, pois em um domingo que tive que trabalhar ela ligou no atendimento para desbloquear o cartão (lembrado que domingo é só atendimento perda e roubo) só dava para desbloquear no atendimento eletronico no qual ela fala que tava com defeito. Bom eu passei para o supervisor que a “URA” ( ATT Eletronico) estava com defeito. Bom ele mandou eu dizer para ela entrar em contato por volta de alguns minutos que o problema já estava resolvido. ela agradeceu e desligou na segunda feira minha supervisora veio me dá a noticia que ela fez uma reclamação de mim, falando que eu não desbloquei o cartão para ela. bom nunca tratei ela mal, ai o gestor quiz me dá um advertância ele achava injusto isso mas ela mandou, ele fez ! eu para não piorar assinei sem problemas ai ele falou q não era pra fazer mais atendimento como eu fiz uma prova para ir para o administrativo da empresa eu passei ele falaria com o gestor da area para me encaixar lá o mais breve possivel. Bom ela descobriu eu não sei o motivo e mandou a ele me demitir.

    Bom eu sempre falo isso que aconteceu e ressalto que eu não tenho nd contra a empresa, meu superiores são ótimas pessoas.

    Bom minha pergunta é: Será que é por esse motivo que eles não me contratam ?

  6. Primeiramente quero te parabenizar pelo blog, é muito interessante e envolvente, gostei muito do assunto abordado aqui, as dicas são ótimas, parabéns mesmo!

    Fato: outro dia fui chamada para uma entrevista de emprego, sai em tempo hábil de casa, mas por motivos de contratempos (2 ônibus quebraram no caminho atrapalhando o trânsito para os outros veículos) chegei meia hora atrasada e ainda fui atendida depois de 1 hora porque a cada meia hora estava marcado para um candidato diferente e a empresa atendeu primeiro os candidatos marcados em seus respectivos horários. Fiquei muito chateada comigo mesma de não ter saído ainda mais cedo de casa e enquanto esperava fiquei pensando se eu pediria deculpas ou não e se explicaria o ocorrido ou não, achei melhor não falar nada e acabei ficando insegura e sem confiança durante a entrevista.
    Pergunta: Quando ocorrem atrasos para uma entrevista de emprego o candidato deve ou não falar o motivo do atraso e pedir desculpas?

  7. Olá Juliana,
    fico lisonjeado com o elogio e motivado para seguir e aprimorar este meu projeto…

    Vamos á sua pergunta, penso que voce deva sim relatar o motivo do atraso, mas não como uma postura de derrota, ou seja, sem deixar perceber que aquele infortúnio a abalou no sentido de até comprometer toda a preparação que voce possa ter feito para a entrevista.
    Diga a verdade, informe o ocorrido sim, mas seja breve e tenha em mente que você está ali para definir seu futuro e toda sua energia deve ser canalizada para apresentar o melhor “produto” que já conheceu, VOCÊ!

    espero ter ajudado, SORTE e SUCESSO!

  8. Olá Bruno,

    não posso dizer que o único motivo pelo qual não o contratam seja a história de seu último emprego. Tenho lido e visto caso semelhantes ao seu, onde as pessoas que por ventura tiveram alguma mancha no último emprego têm sim encontrado dificuldades de recolocação.
    Esse fato demonstra como o mercado ainda se baseia em referências passadas para contratar futuros funcionários para as empresas. É uma das vertentes da administração que tenta prever o futuro baseado no passado.
    Penso que você está correto ao mencionar o motivo de sua demissão, mas não dê a esse fato maior importância do que o que você já realizou em sua carreira, mostre seu valor. E se fora seu primeiro emprego, dê valor á sua formação acadêmcia, aos trabalhos que desenvolveu na universidade, etc.
    A idéia é mostrar nesta última etapa que você aprendeu com seus erros e pode agregar muito para a corporação que ingressar.

    tenha uma excelente semana, repleta de oportunidades.
    SUCESSO em suas próximas entrevistas.

  9. Boa noite !
    Fiz uma entrevista recentimente e se eu tivesse lido toda essa informação contida nesse site com toda certeza estaria admitido, mas fui mandado embora de uma empresa por um motivo de discussão que resultou na minha demissão e por sorte havia conseguido ser selecionado para participar de uma seleção em uma grande empresa comparada com a anterior e passei na prova depois disso houve a entrevista pessoal e eu fiquei nervoso e estava despreparado e eu acho que não me contrataram porque eu menti o motivo de ser mandado embora, estava inseguro e não soube dizer os pontos fracos.Enat a minha pergunta é essa, Devo sempre dizer a verdade mesmo que me comprometa? Devo dizer que fui mandado embora por causa de uma discussão?

  10. Olá Rogério,

    dizer a verdade é o caminho para se construir e solidificar uma vida. Assim também penso em relação à carreira profissional, seja sempre sincero e honesto, primeiramente com você e posteriormente com aqueles com quem se relaciona.
    Sobre a verdade poder lhe comprometer, penso que a foma como você irá abordar o fato é que é importante para continuidade do processo de seleção. Como já citei em outra resposta a um comentário semelhante ao seu, procure não dar importância a este fato, cite-o sim sem entrar em detalhes, a menos que queiram saber e, procure valorizar o que você já realizou em sua vida, os projetos e ou tarefas que desempenhou. Isso é o que conta, pois demonstra do que você é capaz e se constitui em uma boa base, experiência que irá agregar à corporação que pretende ingressar.

    boa sorte, tenha um excelente dia… SUCESSO!

  11. sempre sou chamada p/ entrevistas, porém, tenho uma grande dúvida quanto a forma de m vestir p/ ir até a entrevista, minhas duvidas sao qnto a roupas, sapatos, e penteado. Obrigada! Parabens pelo blog! muito interessante!

  12. Li a dica sobre o que responder quando me perguntarem sobre um defeito ou ponto fraco, mas ainda consigo pensar em um defeito para mencionar que não venha me comprometer.

    Poderia comentar sobre alguns que já pensei em mencionar estaria de acordo?

    Curioso
    Teimoso

    Seria muito negativo responder um desses defeitos?

  13. ahhh já ia me esquecendo … parabéns pelo blog …

    no aguardo …

    Obrigado!

  14. Olá Diógenes,

    Negativo não, porém penso que a forma como irá relatar estes defeitos é o que importa, ou seja, penso que não deves dar importância aos defeitos deixe que o seu interlocutor o instigará a dar mais detalhes, se for da vontade dele.

    Como em comentários anteriores, minha opinião é a de que em sua apresentação, você deve dar ênfase aos projetos realizados e a experiência adquirida, enfim, exaltando o seu valor como profissional.

    Espero ter ajudado e fico feliz que este meu espaço esteja lhe sendo útil…

    abraço e SUCESSO!

  15. Tudo Joia?
    Tenho uma entrevista essa semana, porém estou trabalho atualmentem, devo mencionar que trabalho ou não???

  16. ***Tenho uma entrevista essa semana, porém estou trabalhando atualmente, devo mencionar durante a entrevista que trabalho ou não?

  17. Olá Carlos,

    minha opinião é a de que você deve mencionar sim, sempre fale a verdade, mas fale quando indagado. Se não lhe for questionado e você estiver prestes a conquistar a vaga, não se esqueça de mencionar o fato, pois terá que tratar do desligamento da outra empresa e, em alguns casos, terá que cumprir aviso, etc.

    Neste caso ainda, esse pode ser um fator determinante para sua contratação ou não, se a empresa contratante precisar de alguém para início imediato.

    no mais, boa sorte e SUCESSO!

  18. Por favor, gostaria de uma ajuda.
    Sou casada há 8 anos, tenho 31 anos de idade.
    Participei de alguns processos seletivos e sempre me perguntam se pretendo ter filhos.
    Sempre respondo filhos ainda não estão nos meus planos, o que é verdade.
    Essa resposta é a mais adequada? Posso perder uma oportunidade por ainda não ter filhos e a empresa não querer arriscar em contratar uma mulher que poderá ter filhos no futuro, mesmo que esse futuro ainda demorará alguns anos?

    Muito obrigada.

  19. Estou trabalhando em uma empresa que está demitindo as pessoas, porque perdeu um cliente forte, e estou enviando curriculos, minha dúvida é o que responder quando o entrevistador perguntar porque vc está querendo sair da empresa onde trabalha? posso responder porque a empresa esta passando por dificuldades.

  20. Olá Luciane,

    minha opinião é a de que você deve dizer a verdade sempre, exponha o que realmente pensa e procure valorizar sua carreira, o que já construiu e o que pretende buscar.

    Sobre a questão dos filhos penso que há um paradigma sobre o tema, afinal uns vêem com descrédito o fato da mulher que possui filhos, é casada, etc.

    Penso que a empresa ou contratante que não levar em consideração o perfil profissional, poderá perder a oportunidade de reter um talento e, ainda, não me parece ser uma empresa à qual você deva se candidatar.

    Seja verdadeira e honesta sempre, busque o melhor para você…

    para ajudar, encontrei uma discussão do assunto para que você reflita um pouco mais… Segue: http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20070714123234AA3UdCf

    boa sorte e SUCESSO!

  21. Olá Valéria,

    informar que pretende sair porque a empresa está passando dificuldades pode parecer que você quer abandonar o barco antes que ele afunde ao invés de tentar contornar a tempestade.

    Penso que você deve procurar saber se a atual empresa possui um planejamento para buscar soluções que evitem uma possível falência, mas se os lideres desta não se mostram inclinados a esta possibilidade e estão mais preocupados em preservar o patrimônio, então, exponha na entrevista que a atual empresa não pretende salvar-se e por isto você está buscando uma nova oportunidade.

    Assim você passará uma imagem sóbria e realista de quem está preparada para seguir adiante mesmo em tempos difíceis. Acima de tudo, dê valor ao que você já realizou.

    espero ter ajudado, tenha uma excelente semana e SUCESSO!

  22. Olá, tenho 31 anos trabalho há 15 anos no mesmo lugar e ainda para completar é uma micro empresa, estou cursando o ultimo semestre no curso superior de marketing e comunicação, a dúvida que tenho é de que forma me expor numa entrevista quando me perguntarem os tipos de resultados eu trouxe para meu antigo emprego quando na verdade não tive espaço para desenvolver os mesmos.
    Por ser uma micro-empresa principalmente onde o quadro de funcionários a maioria são parentes resta pouco espaço para funcionários opinar sobre algo que resulte bons resultados futuros, procuro me atualizar de forma precisa sobre o mercado de trabalho e só estou estudando agora porque não tive oportunidades quando mais nova, e hoje me encontro nessa situação de insegurança. O que devo fazer?

  23. Olá Silvana,
    sua situação é também uma constante neste ambiente, empresa familiar.
    Penso que deve encarar da seguinte forma:
    Você precisa do emprego e, portanto, deve efetuar seu trabalho tal qual sua função exija.
    Sobre possíveis evoluções e ou melhorias que pretenda fazer, penso que você não deve se abater quando suas idéias são engavetadas ou mesmo esquecidas. Continue tentando contribuir e vá documentando estas idéias, projetos, afinal podem ser úteis no futuro. Porém, cada vez que alguma proposta for arquivada, não se posicione como vítima, tente refletir sobre o que poderia ser feito para que obtivesse sucesso. Não pense apenas que com este chefe ou empresa nunca vai dar, não desista. Seja realista, este é um problema que você, apenas você deve resolver. Quem sabe não seja hora de fazer um curso ou ler um livro sobre o poder de persuasão, ou ainda, sobre como obter aliados para o projeto influenciando pessoas.

    Enfim, a idéia é que você tenha uma atitude positiva e proativa na carreira e na vida. Se as idéias de hoje não vingam, amadureça-as para que dêem frutos em um momento oportuno, ou ao menos, para que sirvam de alicerce para novos projetos.

    Espero ter ajudado, obrigado pela visita ao blog.
    Tenha uma excelente semana…

  24. Olá tenho 16 anos e estou procurando meu primeiro emprego como jovem aprendiz, eu gostaria que você me respondesse quais as perguntas que o entrevistador vai fazer e como devo respondê-las.

    obrigada!!!!!

  25. Olá Patricia,

    penso que cada entrevistador tenta encontrar o perfil que melhor se
    encaixa à vaga e também ao tipo de profissional que a empresa precisa.
    Assim os perfis podem variar bastante entre as empresas.
    Minha dica é que ao responder seja a mais sincera possível, falando
    calmamente porém com certeza e convicção. Se houver oportunidade,
    procure focar em sua formação e também sobre suas pretensões futuras,
    áreas que pretende estudar, o que busca para si e também como pretende
    ajudar a empresa.

    Uma boa idéia seria procurar algum projeto social em seu bairro ou
    região e trabalhar como voluntária, desenvolver alguma habilidade ou
    até descobrir se trabalhar em prol de outros é o que você gosta. A
    dica é que hoje as empresas valorizam este tipo de profissional, que
    presta serviços à comunidade e, começando assim, você têm um valor
    maior para si e para as empresas.

    espero ter ajudado… obrigado pela visita…
    boa sorte e tenha uma excelente semana!

  26. Jason Arceno Frtado

    Parabéns!
    Através das dicas e depoimentos nesta página, encontrei uma tragetória para minha entrevista.

    Att.
    Jason

  27. Que resposta devo dar quando o entrevistador pedir que eu dê um motivo para que ele me escolha em vez de outros candidatos?
    É correto dizer que eu sou mais competente do que o outro?

  28. Oi desejo uma resposta. todas as entrevistas que fui acho que reprovei atravez da caligrafia, o que posso fazer para isso nao acontecer mais?

  29. Olá Cleide,

    não sei se a questão é ser correto ou não dizer que você é mais competente que outro candidato, afinal, como você mensura isso, como pode provar isso? conhece tanto assim o outro?

    Penso que, se o entrevistador lhe pedir que cite porque você deve ser escolhida, ele está querendo que você destaque seus pontos fortes, seus melhores atributos profissionais, e ainda, quer saber como os conseguiu, ou seja, espera que você além de citar as qualidades, fale da experiência adquirida, pois esta é que lhe proporcionou conquistar tais vantagens.

    Espero ter ajudado, muita sorte à você. SUCESSO!

  30. Olá Janaína,

    Como pode ter tanta certeza que foi pela caligrafia, isso foi lhe exposto como motivo para que você não fosse aprovada. Ainda, no anúncio da vaga, esta era uma condição “sine qua non”, ou seja, pré-requisito fundamental, indispensável. Se esse for o caso, o que você deve fazer é procurar melhorar este ponto, treinando a escrita.

    Mas, se esta não era uma condição fundamental, pois nem ao menos foi divulgada no anúncio da vaga, então penso que você não deve se abalar com este insucesso. Foque em outras oportunidades e procure se recuperar rapidamente para elas, pois o mercado não pára e, quando surgir outra chance, você deve estar preparada para ela.

    muita sorte, felicidade e SUCESSO!

  31. Boa noite, trabalhei numa empresa durante 3 meses, algumas vezes nesse periodo cheguei atrasada e faltei 2 vezes por motivos de doença com minha filha, e no final do contrato de experiencia eles me demitiram, e agora o que falo na minha próxima entrevista quando me perguntarem porque sai do meu último emprego?

  32. Olá Luciana,

    inicialmente obrigado pela visita.
    Sobre o que deve ser dito quanto ao motivo de sua saída, penso que não há nada a temer, minha opinião é de que deve sempre dizer a verdade, assim você se apresentará como uma profissional honesta e sincera, além de demonstrar maturidade ao expor esse fato em sua carreira.

    Tenha calma e seja clareza em sua exposição, você não se arrependerá, pois mesmo que não alcance a vaga almejada, você estará em paz consigo mesma e, ainda, a empresa a qual pretendia se engajar não deveria ser o local apropriado à você, pois deveria contar a favor sua sinceridade e honestidade, características raras hoje em dia.

    espero ter ajudado, boa sorte e SUCESSO!

  33. Obrigada pela ajuda, fui chamada em uma empresa hoje para uma entrevista apesar de sua ajuda com o que devo falar sobre minha demissão, confesso que estou um pouco nervosa, mais espero dar tudo certo.
    Obrigada novamente

  34. olá! eu tenho uma grande dificuldade na hora da entrevista, qdo me pede para citar 5 defeitos e 5 qualidades, e tambem qdo pedem para eu fazer um pequeno texto dizendo o porque ele deve me contratar. a a ultima pedirão para mim falar sobre meu marido e meus filhos, travei na hora nunca tinha visto isso. so mais uma duvida, sempre que vou a apenas uma entrevista verbal consigo o emprego, mais quando a entrevista e questionario nunca passo dali, nem me ligam para dar resposta positiva ou negativa. parabens adorei seu site

    • Olá Sirlea,

      inicialmente obrigado pela visita e pelo prestígio, espero poder continuar contribuindo…

      Sobre sua dificuldade em citar defeitos e qualidade, entenda que é normal em uma primeira entrevista, mas isso deve ser abordado, treinado. Mas como? Elencando à você mesma estes atributos e pontos fracos. Se ficar difícil, peça para alguém o fazer, alguém em que confia, pode ser amigo, namorado, marido, pai, mãe, etc. O que vale é treinar e aprimorar para ter auto-conhecimento e, assim, estar melhor preparado se esta questão aparecer novamente.

      Quanto ao porque devem contratá-la, penso que um caminho é abordar inicialmente os projetos que já realizou, apresentando o que também pode fazer pela nova empresa. Ainda, neste tema, procure pesquisar sobre a empresa a qual se candidata, descubra na área e ou segmento em que ela atua o que pode vir a ser uma competência e ou necessidade e, se puder atender estes requisitos esta será a ocasião, na entrevista, para abordá-los.

      A pergunta sobre a familia também é uma novidade pelo que já li, ouvi e presenciei. No entanto, penso que esta seja uma forma de conhece-la um pouco mais e saber o valor que a familia têm em sua vida. Há ainda a possibilidade de averiguarem se você estaria disponível para viagens e o impacto que isso a causaria, etc. Assim procure falar da importância que esta oportunidade têm em seu papel como membro da familia, no que tange à propiciar melhor padrão de vida e prospecções futuras.

      Quanto a obter exito apenas em entrevistas verbais, penso que você deve então procurar aprender a se expressar na escrita, treinando a forma como elabora os textos, etc. Vale lembrar também em procurar ler muito a respeito de assuntos do cotidiano, sobre à area pretendida e conhecimentos gerais, além daqueles que foram pré-definidos para o preenchimento da vaga.

      Espero ter ajudado e estou na torcida pelo seu SUCESSO…

      ahh, obrigado pelos elogios ao site, postar neste espaço é um prazer e um aprendizado, e ter um feedback positivo sobre o que faço é fundamental para continuar melhorando… e contribuindo!

  35. Olá !!! Primeiramente, Parabéns pelo site …

    Bom Minha Duvida e o seguinte, sobre essa questão de Perguntas, No caso de 5 Qualidades e 5 Defeitos…Bom Qualidades agente sempre sabe o que por mais agora na questão de Defeitos, agente empaca, oque pode ser colocado, vamos assim dizer não mentir, mais colocar alguma coisa que não venha a te prejudicar assim dizendo, e que puxe para o lado positivo.
    Como por que vc é nervoso mais na questão de nervosismo na hr de uma entrevista, em Reunião, e coisa e tal, isso pode soar mal tbm, ou vc falar que é Impaciente, eu sou não gosto de ficar esperando e coisa e tal, Porem isso pode vir a predicar não pode…???
    E nisso eu so citei 2 defeitos agora os outros vc fica sem saber oque falar…!!!

    Abraços…

  36. Olá Bruno,
    obrigado pela visita e por prestigiar este espaço.

    Falar de defeitos realmente não é uma das tarefas ou partes mais fáceis da entrevista, pois esta pode ser a etapa clímax do processo. Assim, penso que o ideal seria você refletir sobre tais pontos a serem melhorados e também pedir para que pessoas que o conheçam bem possam lhe fornecer um feedback sincero e claro sobre suas reais dificuldades e limitações.

    De posse de tal informação, tal conhecimento pense em quais deles você tomou atitudes concretas para lapidá-los, no sentido de buscar evoluir nesta característica, ou mesmo, eliminá-la de seu perfil. Um exemplo, determinadas pessoas enxergam como ponto fraco a timidez, identificando casos onde por tal dificuldade de sociabilização ou contato, deixam de expor seus pontos de vista, não se expõe ao novo com medo, insegurança, etc. No entanto, podem reverter tal situação, extraindo da timidez algo estrategicamente positivo como ouvir bem e completamente seu interlocutor, usando o habitual momento de retração, para refletir e perceber a real causa da situação exposta para só então poder dialogar e argumentar.

    Enfim, tente identificar seus pontos fracos, reflita sobre o que pode ser mudado e se já o tiver feito, explore tais situações na entrevista. E se ainda não tenha o que falar, analise se os pontos fortes são mais importantes que os defeitos e ao falar valorize suas qualidades, assim perceberão que apesar das deficiências, sabes contorná-las em prol de seu crescimento e produtividade.

    Espero ter ajudado… SUCESSO!

  37. olá , boa tarde .
    Eu gostaria de te parabenizar pelo ótimo trabalho que você faz neste blog , eu adorei sinceramente.

    Minha duvida é a seguinte :
    Eu vou fazer uma entrevista para um banco como jovem aprendiz e tenho 16 anos,gostaria de ter uma ajuda sobre o que responder quando for perguntada sobre o que eu irei oferecer para a empresa e também sobre as qualidades e defeitos eu me julgo uma pessoa dedicada e persistente no que eu faço . Porem não sei se dizer que eu sou impaciente e teimosa é uma boa ideia na hora de citar os meus defeitos . E então sinceramente o que o você acha?

    desde já , agradeço muito obrigada!

    Boa tarde.

  38. Olá Camilla,
    obrigado pelo sincero elogio.

    Sobre sua dúvida, penso que deve se basear pela honestidade e sinceridade, sempre. Em se tratando de sua primeira experiência penso que não é necessário se preocupar com o que poderá agregar a empresa a qual pleiteia à uma vaga, neste caso o enfoque pode ser dado às qualidades que você mencionou, dedicação, comprometimento, persistência, porém tais atributos serão levados em conta se você puder citar situações que demonstrem tais características.
    Sobre defeitos, talvez ainda seja cedo para tentar elencá-los, uma vez que ainda não teve uma exposição no mercado de trabalho que tenha realmente lhe apresentado tais deficiências.

    Enfim, sugiro que estude o banco, pesquise suas ações na mída e entenda sua posição no mercado, procure conhecer tudo que for possível a respeito deste até para entender se os principios do banco irão de encontro aos que pretende para sua eminente carreira.

    Espero ter ajudado, boa sorte e tenha um excelente dia!

  39. Adorei o seu blog…Parabens….Me ajudou muito.

    Gostaria de saber seguinte – Quando trabalhamos numa determinada empresa e somos chamados para participar de um processo seletivo em uma outra empresa, devemos falar para o chepe ou náo…

    Desde ja agradeco pela atencao….

  40. Olá Pablo/Poliane,

    desde já, muito obrigado pelo apreço ao espaço e informações obtidas aqui no blog.

    Respondendo à questão proposta, penso que antes de comunicar ao chefe ou superior, você deve estar certo de onde este acontecimento pode lhe levar e o que espera dele. É importante definir bem o objetivo e estar ciente do que implicará em sua vida no atual trabalho, bem como na iminente troca de empresa. Pontos como se é casado deve conversar bem com a companheira, se tem filhos como será a vida deles, etc.
    Compreendendo e se preparando para tais pontos, penso que você terá bem delineado o caminho a seguir.

    Então, se mudar de ares é o que deseja e o que vislumbrou para este momento, é correto e leal para com o atual empregador, que você esponha que está pleiteando uma oportunidade em outra empresa, para que este tenha tempo hábil para também se preparar em caso de perdê-lo como funcionário.

    No mais, minha sugestão é que aja com sinceridade, retidão e honestidade sempre. Tal comportamento além de elencá-lo às melhores oportunidades ainda evitará desabores ao longo de sua carreira.

    Espero ter ajudado, boa sorte.
    Fique com DEUS!

  41. Olá !!!!! Parabéns pelo trabalho, adorei seu blog!

    Trabalhei recentemente, no período de 4 meses em uma escola de idiomas, mas, sai o mês passado porque não me adaptei a função (de vendas).
    Minha dúvida: qdo o entrevistador me perguntar o motivo da saída, ele pode achar que tb não me adaptarei a sua empresa? Dê que forma devo falar o motivo da saída?
    muito obrigada!!!! e parabéns novamente.

  42. Olá Monica,
    O fato de ter saído por não se adaptar demonstra que se algo não estiver satisfazendo-a, você tomara as redeas da situação e agira em prol da mudança que traga novo alento ou a realização no trabalho.
    Tal atitude, pode ser observada e interpretada de algumas formas distintas, dentre as quais destaco:
    Pode demonstrar sua responsabilidade para com sua vida e carreira, pois não relutou em sair de uma situação até certo ponto comoda para buscar algo melhor. Ainda, ao sair preococemente, evidenciou que voce também nao prejudicou a empresa, pois se ficasse lá desmotivada, com certeza traria prejuizos a esta.
    Outro lado é o fato de que pode parecer que você nem ao menos tentou se adaptar, pelo curto espaço de tempo, mostrando uma imaturidade ou falta de flexibilidade nas diversas situações e ambientes que porventura venha vivenciar.

    Enfim, mostrei pontos antagonicos que servem de REFLEXAO e embasamento para o que penso ser fundamental a um profissional, conhecer os mais variados pontos de vista possiveis, procurando não se colocar no papel de vitima, entendendo as nuances do ambiente corporativo e, uma vez conhecendo vossas qualidades e pontos fracos, procurar se ajustar em busca do crescimento e aprimoramento continuo, ou melhor, da sua felicidade.

    Agradeço e me sinto lisonjeado pelo sincero elogio, espero continuar contribuindo e agregando valor. Fique a vontade também para sugerir algum tema ou discussão… Fique com DEUS.

  43. Pingback: Os números de 2010… Obrigado à todos! | leomm02

  44. Descreva como você mantém seu superior informado sobre o andamento de projetos. Que informações você pediria ou requereria antes que sentisse que você poderia realizar 1 tarefa?
    COMO DEVERIA RESPONDER ESSA QUESTÃO????

  45. Olá Ingrid,
    penso que fornecer feedback ao superior quanto ao andamento do projeto pode ser efetuado formalmente através de e-mail ou ainda se houver um sistema de controle de projetos onde você possa registrar as atividades já executadas. Outra abordagem, se o chefe for de fácil acesso, é a conversa periódica (uma ou 2 vezes ao dia) sobre o que têm feito ou realizado.
    Sobre informações acerca da tarefa a ser efetuada, penso ser importante saber o objetivo a ser alcançado, quais os recursos disponíveis e ainda, o tempo disponível para tal.
    Enfim, o importante nestas questões é avaliar sua capacidade de planejamento (estudo, levantamento de informações) e de tomada de decisão (ação) para a realização de um projeto.
    Espero ter ajudado… boa sorte!

  46. Olá gostariade saber o que responder quando um entrevistador pergunta sobre um defeito e uma qualidade pessoal,gostaria que enviasse dicas de defeitos.

    Obg

  47. Olá Alice,
    penso que esta abordagem por parte do entrevistador visa saber se você tem pleno conhecimento de sua capacidade, seu potencial como também se sabe onde precisa melhorar. Ainda, mais do que identificar ou classificar-se com adjetivos ou palavras que possam impressionar o entrevistador, sugiro que você informe apenas os pontos sobre os quais poderá dar exemplos e que estes expressem de forma clara tal qualidade ou ponto forte e, mesmo sendo poucos os exemplos, destaque-os e concentre-se em conseguir valoriza-los.
    Sobre os pontos fracos, identifique-os mas não mude ou tom ou se desanime ao falar deles, e a conhece-los, termine falando como faz ou fará para melhora-los.
    Em se tratando de tipos de defeitos, analise se é do tipo que espera pedirem algo para começar a fazer, se faz o que lhe é solicitado e nada mais, ou seja, és uma pessoa reativa. Costuma dividir questões de uma tarefa com os colegas ou pensa que deve conseguir resolver tudo sozinho, ou ainda, preocupa-se apenas com suas tarefas, sendo individualista ou esta atento as necessidades do departamento.
    Toparia trabalhar em um projeto que exigiria grande esforço por meses e ainda sem nenhuma garantia concreta de gratificação ou exposição dos resultados como forma de reconhecimento ou valorização.
    Concluindo, penso que nessas horas seja sincera com você e com seu interlocutor, estude a empresa pretendida, faça bem a lição de casa e
    apresente seu valor.

    Muito obrigado pela visita ao blog, espero continuar contribuindo…
    Boa sorte e SUCESSO!

  48. ola bom dia leommo2 !!!
    minha duvida como devo responder na entrevista sobre minha
    personalidade????? obrigada se puder me ajudar

  49. bom dia !!! gostaria de saber como devo responder
    sobre minha personalidade ; o q é personalidade obrigada

  50. Olá Ivonete,
    inicialmente muito obrigado pela visita.
    Se o assunto da entrevista for responsabilidade, penso que vosso interlocutor deseja saber como avalia a forma como a SUA pessoa se apresenta, deseja ser percebida pelo ambiente, convívio em que você está inserida, ou seja, a personalidade é a forma como queremos que as pessoas nos vejam, a imagem que fazem de nós.
    Neste sentido, tal abordagem refere-se mais sobre o autoconhecimento, a capacidade que você têm de se autodefinir, conhecendo limites, pontos fortes, pontos fracos e atitudes perante as diversas situações.
    Assim, reflita bastante sobre SUA pessoa, identifique se você tem personalidade forte, tenta se impor em negociações, procura liderar o grupo, persuadir a todos a seguirem suas idéias, é explosivo, impaciente, porém age mais do que fala ou planeja, enfim, o importante neste caso, penso que seja conhecer profundamente a si mesmo.

    espero ter ajudado, tenha um excelente dia… e SUCESSO!

  51. Olá..gostaria de saber quando em uma entrevista é perguntada porque está tanto tempo sem trabalhar,o que responder ,sei que a resposta não pode parecer negativa,do tipo que achem preguiçoso,ou que as empresas está rejeitando,eu estou há um ano sem trabalhar,mas não foi por motivo de familia,nem por tentar um próprio negócio,ou por escolha pessoal, e também acho que não é por recessão ,desde que fiquei sem emprego,mando currículo,para quase tudo o que aparece,mas não sou chamada,o que responder então se não é nenhum desses citados acima,e que não pareça negativo? estou precisando mesmo saber.Ficaria muito grata se me respondesse pelo meu e-mail ou por aqui mesmo.Desde já ,muito obrigada.

    ps: gostei muito do blog.

  52. Olá Cíntia,
    penso que inicialmente deve analisar melhor seu currículo no sentido de como você esta se apresentando através deste documento, ou seja, na sua opinião sente orgulho do que está expondo como formação acadêmica, experiencia profissional, resultados conquistados, etc. Após tal reflexão, analise também se você de repente não esteja oferecendo o seu peixe para quem já está satisfeito ou para quem tem aversão a peixes. Aqui a idéia é que você verifique seu posicionamento e se está apresentando seu currículo apenas a empresas que necessitam de pessoas com vossa qualificação ou especialidade.
    Diante de tais informações, penso que agora poderás identificar algumas causas de não estar sendo convocada para nenhuma entrevista.
    Assim, quando abordada do fato de estar tanto tempo sem trabalhar, seja sincera e relate que tentou algumas empresas em sua área de atuação, as quais pensou poder agregar valor, porém não obteve exito e que até tentou se recolocar em outros setores e, que mesmo nestes novos insucessos, procurou se manter atualizada e informada acerca de suas atribuições e especialidades, aprimorando-se para quando uma nova oportunidade chegar.
    É claro que para responder de tal forma, é importante buscar realmente este aprendizado e auto-conhecimento, procurando fazer cursos, ler livros, melhorar o networking, etc, enfim, seja sincera e neste momento procure obter a atenção do interlocutor para suas qualidades, sua vontade em contribuir, seu comprometimento e responsabilidade para com a empresa e com os objetivos desta.

    Espero ter ajudado, Boa Sorte e SUCESSO!

  53. Olá! Parabéns pelo excelente trabalho! Amei o Blog e, com certeza terá mais uma seguidora fiel! ;)

    Vamos lá, eu tenho uma vaga pela qual desejo me candidatar, mas veio uma pergunta que me pegou: Descreva 2 contribuições específicas que você esperaria fazer durante os primeiros 6 meses, se você se juntasse a nossa empresa.

    É uma empresa do Ramo de automóveis, e a vaga será para parte de Departamento Pessoal. Me ajuda nessa?

    Um abraço, querido. E obrigada!

  54. Olá Rebeca,
    inicialmente obrigado pelo sincero elogio e muito me honra poder receber tal feedback, saber que o propósito de ajudar e contribuir está sendo alcançado.

    Sobre esta atual necessidade, penso que possas seguir uma abordagem no sentido de gerar valor e contribuir alem de sua fronteira, ou seja, inunde-se de informações acerca do mercado da empresa, da imagem desta na região, de seus pontos fortes, das práticas comuns de mercado da empresa e de seus concorrentes. Enfim, a proposta é pensar em como seu departamento pode contribuir para que os profissionais da empresa e os novos profissionais que comporão o quadro de colaboradores desta, possam fazer a diferença neste mercado tão competitivo e dinâmico que é o de venda/revenda de automóveis.
    Em resumo, em 6 meses você pretende reforçar/mudar a imagem da empresa para que seja relacionada como uma empresa que se preocupa com o social, que não apenas vende automóveis mas sim proporciona nova emoções e experiências de consumo aos seus clientes.
    Mas como fará isso?
    Esse trabalho deve ser efetuado com acompanhamento constante ao material humano da empresa, no sentido de entender a cultura desta, resgatar os valores humanos de seus colaboradores e, a partir deste perfil traçado, incluir fortes práticas de marketing e vendas e treinar TODOS os profissionais da empresa para que entendam que o cliente compra um benefício e, portanto, cada contato que ele tiver na empresa deve representar este benefício, desde o primeiro atendimento até o fechamento da venda propriamente dito.
    Desta forma, este cliente não só comprará um automóvel, mas terá prazer em constantemente utilizar os variados serviços da empresa e, assim, gerar recorrentes receitas ao caixa.
    E o interessante nesta idéia é que traçando o perfil da empresa e dos colaboradores, voce poderá conhecer alguém na empresa que tem todo esse gás e know how para treinar a equipe, o que barateará o custo do treinamento, de seu projeto, tornando a id;eia sustentável. Enfim, vale a pena tentar buscar dentro de casa parte da solução para seu trabaho.

    É isso, muito trabalho pela frente, mas os resultados serão com certeza recompensadores, literalmente.

    grande abraço e, mais uma vez obrigado pela visita e prestígio.
    SUCESSO!

  55. gostei, me ensinou bastante

  56. gostaria de saber como devo me comporta em uma entrevista de emprego pra areá de telemarketing call center? porque nunca passo no processo seletivo pra essa areá e nem em outra , já que tenho varias experiências.

  57. Olá Alcinea,

    inicialmente agradeço a visita e elogio ao post.

    Com relação a sua dúvida, penso que você deva refletir muito sobre seus pontos fortes e fracos e, se possível, escreva-os no papel, para que possa compreender como um entrevistador a vê, como ele a classifica.
    Após tal exercício, escreva também o que já realizou e aprendeu com as experiências que já teve, se treinou pessoas, gerou economia na empresa, melhorou a comunicação interpessoal, liderou equipes, etc.
    De posse destes dados valiosos sobre si, penso que você precisa agora encontrar o máximo de informação possível sobre a vaga que pretende se candidatar e, também sobre a empresa que pretende ingressar. Após a obtenção de mais estas informações, busque correlacionar os seus atributos com as necessidades ou pré-requisitos da vaga em questão e, pondere ainda sobre sua capacidade de trazer maior valor a empresa com a experiência adquirida.
    Penso que após este profundo pensar sobre uma possível oportunidade, fará com que descubra a real possibilidade de vir a desempenhar a nova função nesta empresa.
    Ainda, tal exercício pode ser efetuado também para as oportunidades as quais você não conseguiu a vaga, buscando compreender onde poderá melhorar.
    Vale mencionar também que mesmo com todo este seu empenho, sua vaga ainda dependerá da interpretação e compreendimento de seu interlocutor e do nível de experiência dele nestes processos, para saber identificar as qualidades e atributos de um pessoa para uma determinada posição. O importante é buscar seu auto conhecimento e se valorizar cada vez mais se preparando para a oportunidade vindoura, aquela onde poderá fazer o que gosta e se realizar como profissional.

    Espero ter ajudado, SUCESSO!

  58. Olá.Fui demitida por ser uma pessoa insegura. Você acha que eu deveria falar a verdade quando me perguntarem porque fui demitida?

  59. Olá Luciana,

    inicialmente obrigado pela visita.
    Sobre o que deve ser dito quanto ao motivo de sua saída, penso que não há nada a temer, minha opinião é de que deve sempre dizer a verdade, assim você se apresentará como uma profissional honesta e sincera, além de demonstrar maturidade ao expor esse fato em sua carreira.

    Insegurança deve ser corrigida através de trabalho, dedicação extra e empenho. Penso que você deve ter calma e paciência para poder explanar a um futuro entrevistador sobre este seu ponto fraco, porém identifique seus pontos fortes, se você é atenciosa, detalhista, se você é organizada e responsável, enfim, na entrevista ressalte seus pontos fortes e quando expressar os pontos fracos, cite sim, sem medo, porém deixe claro que você sabe também o que pode ser feito para melhorá-los.

    no mais Boa sorte… e SUCESSO!

  60. olá, fui surpreendida com a seguinte pergunta:
    Descreva 2 contribuições específicas que você esperaria fazer durante os primeiros 6 meses, se você se juntasse a nossa empresa.

    sinceramente não soube como responder, a vaga era para professora de educação infantil. me ajude para eu não errar de novo.

  61. inicialmente penso que tal pergunta tem como objetivo identificar se você se informou sobre a instituição de ensino a qual pretendia ingressar, se descobriu alguns de seus desafios e ou desafios do segmento, ou seja, melhorar a educação, utilizar melhores e mais atrativos recursos de apoio ao ensino, etc.

    Diante deste cenário exposto, penso que como contribuição você poderia utilizar mais os recursos de tecnologia como salas de vídeo, computador e lousa digital para fomentar a familiarização destes recursos e meios para com as crianças. Implementaria também mais trabalhos em grupo e de formato para que a criança possa expressar suas habilidades de liderança e capacidade de expressão.

    Ainda, penso que este tipo de abordagem pelo entrevistador visa descobrir o quão atualizada você é e quais serão os métodos utilizados para implementar tais práticas, aliando capacidade de gestão e energia para isso.

    Enfim, estude cada vez mais sobre os desafios de sua area, assim como o fazem os vários profissionais que almejam estar no mercado de trabalho, bem como aqueles que desejam melhores oportunidades.

    Até mais, obrigado pela visita e SUCESSO!

  62. olá leonardo!
    agradeço pela mensagem é opinião que você escreve em sua pagina , peguei essas palavras e usei para uma entrevista a pouco tempo.

    reposta disso tudo!, estou empregada,agradeço a Deus primeiro e a você pela suas mensagem aqui postada.
    uma grande abraço e tudo de bom
    Att; ALCINEA Pedroza

  63. Obrigada pela mensagem, mas eu fiz uma entrevista e disse exatamente a verdade e reforcei meus pontos fortes, mas não fui contratada justamente por eu dizer que fui demitida por ser insegura. E sabe como eu descobri isso?
    Uma amiga que trabalhava na empresa me falou ela tinha bastante amizade com a moça do RH que tinha me entrevistado.
    Então seria correto eu não dizer meu ponto fraco? Ou seja, dizer que o meu ponto fraco é justamente não conseguir falar sobre ele? E que só conseguindo entrar no mercado de trabalho para melhora – los?
    O que você acha, assim não mentiria e nem correria o risco de ser desclassificada por dizer a verdade.

  64. Olá Luciana,

    com relação ao fato de você não ter sido escolhida, penso que não deve baixar a cabeça, minha opinião é a mesma, dizer a verdade de forma sincera e objetiva, porém, ressaltando sempre o seu valor, seu diferencial. Ainda, tal escolha pode ter sido efetuada em função não apenas deste seu ponto fraco, mas também por outras qualidades que uma outra pessoa, na opinião do entrevistador pode ter sido superior.
    Caso, realmente esta sua amiga esteja totalmente correta, ou seja, você apenas fora preterida por ser insegura, então, penso que avalie bem dois pontos: o primeiro é o que você pode já fazer para melhorar, tentar algum curso de comunicação e expressão, ou algum curso de liderança, algum livro de gestão e ou motivação pessoal, etc, assim estará trabalhando para melhorar este ponto fraco. O segundo ponto é, será que esta empresa ou instituição realmente tem um processo sério e correto de avaliação que seja tão merecedor de tal preocupação.
    Sei que talvez seja difícil este momento, pois a maioria de nós precisamos de trabalho para nosso sustento e vida, mas aproveite este insucesso para reavaliar melhor sua carreira, perfil e objetivos futuros.
    Esteja a vontade para postar mais duvidas e ou iniciar uma diálogo aberto.

    Boa SORTE… fique com DEUS

  65. Olá Alcinea,

    Parabens pelo emprego e fico feliz por ter contribuído em algo, mas os méritos são seus, curta-os e se possível compartilhe também suas experiências sempre que desejar, neste blog ou até mesmo em um espaço todo seu…
    O objetivo deste canal é poder apoiar e sustentar nossa evolução através do compartilhamento de informações, experiências, de momentos da vida!

    grande abraço… SUCESSO!

  66. Nossa, amei seu blog. Informações e dicas bem interessantes.
    A minha dúvida, confesso, ainda é sobre as qualidades e defeitos. O que devo responder objetivamente a respeito dos defeitos?

  67. Olá Lívia,
    obrigado pelo prestígio e elogio…

    Com relação a sua indagação, penso que o foco a respeito dos defeitos é saber se a pessoa se conhece, sabe de suas deficiências e como ela pode equilibrar ou amenizar tal ponto fraco com as qualidades, habilidades que possui.
    Para exemplificar, se você é do tipo que espera pedirem algo para começar a fazer, se faz apenas o que lhe é solicitado, ou seja, és uma pessoa reativa. Neste exemplo se você identificar que é uma pessoa reativa, pode tentar encontrar as causas ou ainda uma qualidade que pode vir para contribuir com este defeito, ou seja, você tem atitude reativa algumas vezes, porém o faz porque trabalha com muita atenção e detalhe em cada tarefa, procurando obter o máximo de qualidade naquilo que lhe é pedido.
    Enfim, a ideia é tentar enfatizar seus atributos, suas habilidades e o que podem fazer para suprir uma deficiência sua e da empresa pretendida, sendo que para isso, você deve refletir muito sobre seu perfil, suas atitudes, seu comportamento nos meios sociais em que está inserida. Neste exercício, vale a ajuda da família, amigos e também de pessoas com as quais você não têm muita afinidade, porém compartilham do seu dia-a-dia.

    No mais, SUCESSO… e Boa SORTE!

  68. Que informações você pediria ou requereria antes que sentisse que você poderia realizar uma tarefa?

  69. O que devo responder se me perguntarem isso???

  70. Olá Raquel,
    inicialmente, é interessante observar o que tal questionamento tem como objetivo, pois não acredito ter apenas uma resposta correta, assim penso que tal pergunta visa conhecer como você atua, se ao receber uma missão, tarefa, como sera seu planejamento, sua preparação e sua execução.
    Em um mercado altamente competitivo, quanto mais puderem descobrir sobre como o candidato realmente é trabalhando, mais tempo terão economizado ao buscar preencher uma vaga, posição.
    Neste sentido, penso que você deva responder que gostaria de saber quanto tempo tem, quais recursos possui, com quem poderá contar e o que se espera deste trabalho. Aliado a tais informações, tente abstrair o máximo do impacto que tal tarefa, trabalho pode ter, ou seja, diante dos resultados que você obtiver o que eles representarão para a organização. De posse desta informação, você conseguirá também prever quais outros elementos seriam necessários para se alcançar maiores resultados.

    espero ter ajudado… SUCESSO!

    Fique com DEUS…

  71. marcos paulo vieira

    Eu aprendi muito com essas dicas!!! Agora eu sei que eu vou me dar muito bem na próximas entrevistas…

  72. Olá, qual o tipo de resposta mais adequada para a pergunta “Descreva 2 contribuições específicas que você esperaria fazer durante os primeiros seis meses, se você se juntasse a nossa empresa”

    Obrigada

  73. Olá Flor,

    Como respondi em dúvida semelhante acima, ao responder sobre como contribuir, penso que possas seguir uma abordagem no sentido de gerar valor e ir alem de sua fronteira, munindo-se de informações acerca da empresa pretendida, de como se posiciona em sua região, elencando os pontos fortes, as práticas de mercado da empresa e de seus concorrentes.

    Enfim, a proposta também é pensar em como o departamento ou setor para o qual virá a trabalhar pode contribuir para que a empresa possa fazer a diferença em seu segmento, mercado de atuação.

    Um exemplo, suponha que a empresa pretendida seja uma metalúrgica, e você esta pleiteando uma vaga ao marketing da empresa. Para contribuir você pode explanar que em 6 meses pretende reforçar/mudar a imagem da empresa para que seja relacionada como uma empresa que possui praticas sustentáveis, recicla e reutiliza materiais, que colabora com a região promovendo eventos e cursos de capacitação, etc.
    Porém, seu entrevistador pode lhe questionar como fará isso?

    Você pode argumentar que para isto, deverá existir um acompanhamento constante aos recursos humanos da empresa, no sentido de entender a cultura desta, resgatar os valores humanos de seus colaboradores e, a partir deste perfil traçado, incluir fortes práticas de marketing e vendas e treinar TODOS os profissionais da empresa para que entendam que o cliente e a sociedade, compram um benefício e, portanto, cada contato que houver com a empresa deve representar este benefício, desde o primeiro atendimento até o fechamento da venda propriamente dita.

    Enfim, você também defenderá a idéia de pelo que conheceu e pesquisou da empresa, há dentro de casa parte da solução para o trabalho que você pretende difundir, o que não acarretará maiores custos ao seu projeto.

    É isso, estude e relacione o que sabe com os desafios que a empresa e ou mercado estão enfrentando.

    Boa sorte e Sucesso…!

  74. Ola Boa Noite. Meu nome é Manoela e estou preste a fazer minha primeira entrevista de emprego e estou muito nervosa. pois eu queria saber o q o entrevistador pergunta mais em uma entrevista e como devo responder? obg!!

  75. Olá Manoela,
    obrigado pela visita e prestígio, espero continuar contribuindo…

    Sobre sua dúvida, sendo o objetivo da entrevista identificar se o candidato possui o perfil desejado, as perguntas elaboradas pretendem conhecer como o candidato chegou até ali, o que o formou e o que ele pode agregar ou trazer para a empresa.
    Algumas questões visam conhecer o candidato, saber sua formação educacional, como se comporta em relação ao estudo, se ha disciplina, engajamento, se fez algum curso extra para se aprimorar, enfim, desejam conhecer mais sobre a pessoa, do aspirante a vaga.

    No que tange a experiencia profissional, mesmo buscando ainda sua primeira oportunidade de emprego, você já desenvolveu algum trabalho na escola, faculdade, curso, etc, e acredite, essa experiencia tem muito valor e pode lhe ajudar bastante. Procure ressaltar o objetivo do trabalho, os recursos que possuía para faze-lo, as dificuldades encontradas, os limites, o tempo disponível e conclua informando o resultado atingido.

    Um último ponto penso que seria sobre o que você poderia trazer de valor para a empresa, como pretende contribuir. Para responder ou se preparar para tal questionamento, estude a empresa a qual pretende ingressar, conheça o mercado dela, seus concorrentes, quais os obstaculos do setor, quem são seus gestores, como eles se posicionam na midia e como são vistos. Hoje em dia, com a internet, tais informações estão mais acessíveis, inclusive através do blog da empresa.

    Espero ter ajudado, SUCESSO e boa sorte!

  76. Oi… Boa noite, eu sou Renata e vau fazer um mes que fui demitida por que discutir com uma colega de trabalho por motivos de fofoca, dai minha gerente madou eu e a outra funcionaria para casa, para pensarmos um pouco… No outro dia minha gerente me chamou para conversar, e me perguntou se eu queria continuar trabalhando la eu respondi que sim, entao ela disse um pouco grossa que seria do jeito dela, entre outras coisas, quando a outra moca chegou ela foi conversar com ela tambem a conversa foi bem calma, o dia correu bem tenso, no outro dia quando cheguei minha gerente me chamou e disse assim ” ja que voce nao entendeu que voce esta errada e nao teve humildade para ver isso, entao aqui esta seu aviso”. Nao achei nada profissional, mas estamos ai para isso… Boa noite, agradeco desde ja, desculpa qualquer coisa
    Att Renata

  77. Olá Renata,
    inicialmente obrigado pela visita e prestigio ao blog, é gratificante poder auxiliar e contribuir com outras pessoas através deste espaço.

    Uma triste história a sua, porém penso que após este período você já consiga elencar alguns pontos importantes sobre o ocorrido e tomar suas lições, onde estas possam contribuir para sua evolução, pois vejo que este é o sentido dos acontecimentos em nossa vida, nos transformar em pessoas melhores, mas para isso, temos que nos livrar da autopiedade, do sentimento de culpa e também que saibamos nos perdoar para realmente aprender com o momento vivido.

    Ainda, é hora também de se encher de coragem, vontade e determinação em busca de novas oportunidades. Ao invés de uma nova posição em outra empresa, talvez seja o momento de empreender, onde bate aquela vontade de mudar o mundo a sua volta, de poder gerar valor com seu conhecimento e experiencia, de maiores responsabilidades para com a carreira e seu futuro, de tomar as rédeas de sua vida.
    Como na metáfora do cavalo que caiu dentro do buraco, onde não se via forma ou meio para salvá-lo e então começaram a jogar terra sobre ele para enterrá-lo, e a cada pá de terra que caia, o cavalo se sacudia e deixava com que a terra fosse para o fundo do buraco, fazendo com que este fosse sendo tapado e no final o cavalo se salvou, enfim, é momento de sacudir esta poeira, enfrentar o momento de cabeça erguida e recarregar as baterias para novos tempos e possibilidades.

    Boa sorte e SUCESSO!

  78. Obrigada pela “forca”…
    Esqueci de perguntar, quando eu estiver numa entrevista e me perguntarem o motivo da demissao, o que digo??? foi demissao sem justa causa….
    Att Renata

  79. Olá Renata,
    sobre a “força”… é uma grande satisfação poder contribuir e motivar.
    Com relação ao motivo da demissão, seja sincera, informe que foi demitida sem justa causa e, se lhe for solicitado mais informações, informe que entrou em conflito com uma outra funcionária, que posteriormente você descobrira ser protegida da gerência, diretoria e, decidiram por dispensá-la.
    Só uma observação, não tente julgar ou questionar essa decisão da empresa que lhe dispensou, mostre sim sua tristeza pelo ocorrido, mas não ataque os antigos chefes ou patrões, afinal, um novo chefe ou patrão estará à sua frente e por não conhecer toda sua historia na antiga empresa, ficará apenas com a impressão de que você é uma pessoa implicante ou ainda, fará o mesmo em outra oportunidade, ou seja, na empresa pretendente.

    SUCESSO e fique com DEUS!

  80. Boa tarde!

    Mudei de setor, para uma área (qualidade) onde não possuia experiência devido a promessas de investimento da empresa em aprendizado e cursos, porém não aconteceu e fui mandada embora com 1 ano nesta vaga.

    Agora estou procurando emprego onde possuo experiência, porém os recrutadores me perguntam o motivo da minha demissão e porque não quero mais empregos nesta área. Oque devo dizer para não me prejudicar e não parecer ser foco?

  81. Ola Karolina,
    em seu caso, penso que você deve ser sincera porém tente minimizar o fato, abordando os pontos positivos desta experiencia, ou seja, fale do que aprendeu neste período na nova função, aborde o caso ressaltando os pontos positivos como flexibilidade para mudar, engajamento e comprometimento com a nova oportunidade, vontade de fazer acontecer, etc, é claro que diante de tais pontos positivos, pode lhe ser questionado exemplos de como identificou tais características, neste sentido faça uma analise de como foi o período trabalhando na função citada, talvez até se surpreenda com o que agregou a sua vida profissional.
    Caso mesmo diante de tais aspectos favoráveis, você seja questionada porque pensa então que fora demitida, informe que não entendeu o motivo e, se souber que o departamento não existe mais na empresa, utilize tal informação no sentido de que a empresa não foi muito clara sobre sua demissão.
    Enfim, exponha sempre o lado positivo e não ataque seus antigos patrões ou empregadores, mantenha-se sua seriedade, ética e profissionalismo, que com certeza, serão também ressaltados por este seu novo interlocutor.

    muito obrigado pela visita, boa SORTE… e SUCESSO!

  82. Olá obrigada pelo retorno. Tenho mais uma pergunta.

    Esta semana em uma entrevista, quando fui questionada, disse que desejava voltar a trabalhar nas funções onde tenho anos de experiência por me sentir preparada, uma vez que fiquei por poucos meses na área de qualidade.

    Estou tentando uma vaga na área de faturamento. Disse ao recrutador que foi muito boa a experiência na qualidade pois me permitiu conhecer de forma estratégica o funcionamento por completo de organização, mas que realmente não pretendia retornar para esta área.

    Disse que desejava muito voltar a área administrativa, no setor de faturamento, pois tinha certeza que poderia desempenhar com eficiência as atividades a mim designadas devido a minha vasta experiência nesta área.

    Será que minha resposta foi boa?

  83. Olá Karolina,
    penso que sua resposta pode ser decisiva, no que tange ao cargo/função que está disponível ou para o qual você está concorrendo, pois se este tem como pre-requisitos ter experiencia no setor de faturamento então você fez bem em salientar sua preferencia, bem como domínio neste.
    Por outro lado, se a vaga não contemplar tais atributos, pode ser que esta informação poderá lhe descredenciar a vaga.
    Em todo caso, penso ser mais oportuno falar de suas preferencias ou maiores habilidades apenas quando solicitado, no caso de o entrevistador lhe perguntar se há algo que gostaria de falar ou o famoso fale sobre você, de seu perfil, como se vê. Digo isto pois ao falar que prefere uma área a outra pode estar se mostrando também pouco flexível para mudança, resistente e isso seria um ponto negativo.
    Penso mesmo que o importante é a sinceridade e a vontade de acontecer na nova empresa, seja na vaga que mais conhece ou em uma outra que lhe trará mais desafio.
    Tenha um excelente dia e boa SORTE!

  84. Bom Dia

    Estou á procura de emprego já tem alguns meses, já passei por várias entrevistas e sempre no final do processo levo um não. ja me questionaram a falta de estabilidade pois meu maior tempo em uma empresa foi um ano e um mês, os dois ultimos fui demitida na verdade fiz acordo com a empresa, e eram empresas pequenas. o que devo falar quando me perguntam o motivo da saída e da estabilidade?

  85. Olá Bruna,
    penso e concordo que a estabilidade em um emprego, ou ao menos um bom tempo na mesma empresa é valorizado, pois apenas o curriculo não basta para lhe auferir experiencia e garantir ao seu futuro empregador que você possa ter os atributos e conhecimentos necessários a vaga pleiteada.
    Por outro lado, penso que você deve analisar se realmente apenas o fato da estabilidade tem lhe pesado contra, vale neste caso, fazer uma boa autocritica, no sentido de conhecer melhor suas qualidades e defeitos. Ainda, procure analisar também como tem se preparado para cada entrevista ou processo seletivo, se tem estudado a empresa, se tem procurado identificar quais de seus atributos são necessários a vaga, etc.
    Enfim, pode ser que o problema não seja apenas a estabilidade, então ajuste o foco e, aproveite o momento para buscar mais conhecimento de si mesma e também de novas habilidades e ou técnicas, ou seja, estude mais, busque mais informação, faça cursos pela internet ou em instituições de ensino de sua região, qualifique-se para o melhor momento e oportunidade em sua vida, que com certeza ainda está por vir…

    espero ter ajudado, SUCESSO… fique com DEUS

  86. Gilvan passos da silva

    Que informações você pediria ou requereria antes que sentisse que você poderia realizar uma tarefa?

    Eu aplicaria em meu trabalho um pouco do que eu aprendi fora do mercado de trabalho, por meios voluntários. Iria envolver a um pouco de arte e cultura ,englobando inúmeras atividades tais como dança, música, desenhos,grafites ou atividades relacionadas.

  87. obrigado pelas dicas… escrevo apartir d Angola na Africa… e esse blog foi de grande ajuda…

  88. Bom dia! fui chamado em uma multinacional e passei por vários testes, já fiz até exames médicos, estou quase dentro. Porém pediram segundo grau completo, e no momento estou fazendo o supletivo pelo telecurso que termina em junho do ano que vem. O que eu devo fazer? Não quero perder está vaga. gostaria de saber se a empresa pode me negar a vaga se eu disser que estou concluindo. O que faço?

  89. Olá Flávio,
    essa sua dúvida é um pouco comum se analisarmos a origem, ou seja, você teme que pensem que você omitiu informações e isto realmente pode prejudicá-lo se assim o entenderem.
    Neste sentido, inicialmente tenha calma e lembre de todas as fases pelas quais já saiu vitorioso e tenha em mente que se você fora aprovado, isso é o mais importante, pois nossas indicações ou referencias educacionais são importantes até o momento em que nos entrevistam ou conhecem pessoalmente, avaliando nossas qualificações. Assim, penso que você deve assim que possível em outra etapa deste processo, relatar que percebeu um equivoco seu na ocasião do preenchimento da ficha e ou fornecimento de informações para a vaga pleiteada, e que gostaria de corrigi-lo. Este ato demonstrará ainda mais a seu futuro empregador sua responsabilidade e honestidade, ressaltando seus atributos já avaliados.
    Caso haja algum problema após esta correção de informações, caso infelizmente lhe atrapalhe no processo, penso que você deve reavaliar as diretrizes e princípios da empresa, pois se você fora aprovado em varias etapas e em uma correção de dados espontânea não lhe derem este voto de confiança, talvez seja você mesmo que não deva aceitar trabalhar em tal corporação.

    Boa sorte e seja sincero sempre, é o melhor caminho. Sucesso.

  90. jocimara dos santos

    Olá, parabéns pelo seu projeto, muito bom.

    Recentemente me fizeram essa pergunta em um processo seletivo, achei que se trata de uma daquelas perguntas-pegadinha. Como eu deveria respondê-la? Segue a pergunta a que me refiro: Descreva como você mantém seu superior informado sobre o andamento de projetos. Que informações você pediria ou requereria antes que sentisse que você poderia realizar uma tarefa?

  91. Olá Jocimara,
    quanto a fornecer feedback ao superior quanto ao andamento do projeto pode ser efetuado formalmente através de e-mail ou ainda se houver um sistema de controle de projetos onde você possa registrar as atividades já executadas. Outra abordagem, se o chefe for de fácil acesso, é a conversa periódica (uma ou 2 vezes ao dia) sobre o que têm feito ou realizado.
    Sobre informações acerca da tarefa a ser efetuada, penso ser importante saber o objetivo a ser alcançado, quais os recursos disponíveis e ainda, a meta e o tempo disponível para executar tal tarefa ou atividade.
    Como citei anteriormente na pergunta acima da Ingrid, o objetivo deste questionamento é avaliar sua capacidade de planejamento, levantamento de informações aliada a capacidade de tomar decisão (ação) para a realização de um projeto.
    SUCESSO e boa sorte!

  92. André Luis Bueno Conrado

    Ola bom dia ! Tem sempre uma pergunta nos testes que estou respondendo que me deixa em duvida e ainda não consegui entender ? A quem você pediu ajuda da última vez que você teve um problema importante e por que você escolheu aquela pessoa?

    Qual a intensão desta pergunta ?

  93. Olá André,

    penso que o objetivo de tal questionamento seja inicialmente definir se você é individualista, tenta resolver tudo sozinho ou se em cumprimento ao prazo de uma tarefa, projeto, você busca auxilio sempre que necessário. Com relação a porque escolher uma pessoa, será observado como você define quem pode lhe ajudar, como elenca as características que a pessoa deverá ter para lhe auxiliar, qual perfil ela deve ter e também a maneira como você compreende e identifica tais informações. Enfim, penso que o alvo de tal indagação seja descobrir se você se conhece e como procura estabelecer seus contatos.

    Espero ter ajudado… SUCESSO!

  94. Boa noite….

    Primeiramente gostaria de “mais uma vez” te dar os parabéns pelo blog. acredito que feedbacks nunca sejam demais.
    A minha dúvida é a seguinte:
    Trabalhei durante 7 anos em uma grande empresa de transporte de valores, a maior em seu segmento. Comecei de baixo, sempre fiz horas extras sem questionar ( e recebia por elas), recebi alguns aumentos como mérito e algumas promoções de cargo e a ultima mais recente para um dos setores de maior responsabilidade que é a auditoria. Nesse meio tempo fiz faculdade de comercio exterior e não tenho experiência nessa área pois tinha que trabalhar nessa empresa para poder pagar a faculdade e se eu saísse para fazer um estágio não conseguiria pagar a faculdade. Enfim, assim que acabei a faculdade pedi para que eles me mandassem embora e foi tudo muito amigável e da melhor forma para os dois lados. Tenho muito carinho com o tempo que trabalhei nessa empresa e as oportunidades que eu tive de ter experiência com coordenação de equipes, trabalhar com vário tipo de pessoas e crescer, mas infelizmente é uma empresa que me dava um emprego e eu queria uma profissão.
    Estou a alguns meses procurando emprego na área de comercio exterior, fiz cursos complementares de Siscomex e de assistente de despachante aduaneiro, no meu curriculo tem otimas referências dos meus antigos supervisores.
    Mas mesmo assim nem para entrevistas eu sou chamada…:(
    Será que tem algo a mais que eu possa fazer? Eu moro numa cidade de Porto e é lotado de empresas, ja mandei curriculos por email por site, por porta a porta…e nem uma entrevista….e é tudo experiência….e sinceramente eu nao estou procurando bosn salários não…por hora estou procurando por qql vaga que me dê experiência na área…sei que tenho que começar de baixo..mas nem de baixo ta indo…qq eu to fazendo de errado?

    enfim, achei seu blog por uma pesquisa que fiz sobre uma pergunta que estava em dúvida como responder…de qql forma meus parabéns…

  95. Olá Catarina,

    o que está fazendo errado? olha, pelo que expôs, vi que você tem se esforçado bastante e até está sendo corajosa, pois não se escorou no emprego anterior até o momento que tal vaga aparecesse e isto demonstra seu perfil, arrojo e decisão.
    Porém, se você ainda nem fora convidada para uma entrevista, penso que você deva tentar contactar alguém que já trabalhe na área destas empresas, nem que for para chegar na recepção e perguntar se poderia fazer uma entrevista com um profissional do setor, dizendo que faz faculdade de comercio exterior e precisa concluir um trabalho. A idéia pode parecer estranha, mas o objetivo é poder se mostrar a alguém da área na cidade ou região, e faça isso em todas as empresas possíveis, e não toque no assunto emprego e, se lhe derem a oportunidade de realizar a entrevista, faça a com seriedade e ao final aproveite para “trocar cartões”, onde você obterá e-mail ou fone desta pessoa, e gentilmente peça a ela se você pode retornar o contato em caso de futuras necessidades ou ainda para tirar uma idéia sobre projetos que você pretende realizar. No tocante aos projetos, se lhe for questionado(vá preparada) você deve personalizar para cada empresa que visitar um estudo sobre esta(vale tb pela entrevista), quais serviços presta hoje, quais seriam os desafios para o setor, quais os desafios internos(visto na entrevista), etc. Penso que esta é ou são mais algumas abordagens que você possa tentar.
    Se mesmo assim as oportunidades não ocorrerem e for possível, cogite a idéia de buscar oportunidades em outras cidades e ou estado.

    SUCESSO à você… e muito obrigado pelo prestígio ao blog.

  96. . Descreva como você mantém seu superior informado sobre o andamento de projetos. Quais informações você pediria ou requereria antes que sentisse que você poderia realizar uma tarefa?

  97. Olá Vitor,
    fornecer feedback ao superior quanto ao andamento do projeto pode ser efetuado formalmente através de e-mail ou ainda se houver um sistema de controle de projetos onde você possa registrar as atividades já executadas. Outra abordagem, se o chefe for de fácil acesso, é a conversa periódica (uma ou 2 vezes ao dia) sobre o que têm feito ou realizado.

    Sobre as informações que requereria, como já mencionei em duvidas semelhantes, penso que o que está sendo analisado é a forma como você atua, quando receber uma missão, tarefa, como será seu planejamento, sua preparação e sua execução. Em um mercado altamente competitivo, quanto mais puderem descobrir sobre como o candidato realmente é trabalhando, mais tempo terão economizado ao buscar preencher uma vaga, posição.
    Neste sentido, penso que você deva responder que gostaria de saber quanto tempo tem, quais recursos possui, com quem poderá contar e o que se espera deste trabalho. Aliado a tais informações, tente abstrair o máximo do impacto que tal tarefa, trabalho pode ter, ou seja, diante dos resultados que você obtiver o que eles representarão para a organização. De posse desta informação, você conseguirá também prever quais outros elementos seriam necessários para se alcançar maiores resultados.

    SUCESSO… e obrigado pelo prestígio e visita ao blog…

    abraços…

  98. Parabéns pelo blog, é muito claro e objetivo.
    Comecei como menor aprendiz em uma empresa até alcançar um cargo de alta responsabilidade, fiquei mais de vinte anos nesta empresa. O setor foi migrado para outro estado e acabei sendo disponibilizado para o mercado. Estou a procura de uma recolocação a mais de oito meses, porém sem sucesso. Participei de algumas entrevistas e alguns entrevistadores até elogiaram o meu currículo. O que pode estar acontecendo, pois tenho qualificação para as vagas que eu me candidato. Obrigado e desejo sucesso.

  99. Olá Evaldo,

    obrigado pelo prestigio ao Blog,
    inicialmente é importante refletir sobre o que pode ser feito para conseguir uma recolocação o mais breve possível, sendo que além de um bom currículo, penso que você deve tentar contactar alguém com quem já trabalhou e poderia lhe indicar ou ser uma referencia de trabalho, pessoas com as quais tenha construído um relacionamento, aqui vale destacar que se você ainda não faz, procure manter contato com colegas de faculdade ou mesmo de empresas com as quais já trabalhou.
    Ainda, dependendo de sua especialidade, vale a pena tentar a carreira de freelancer ou autônomo como prestador de serviços, quem sabe a liberdade de definir seus horários e o frio na barriga por não ter um salario fixo e dia certo para receber o façam enxergar possibilidades as quais como empregado poderiam estar mais distantes.
    Se mesmo assim as oportunidades não ocorrerem e for possível, cogite a idéia de buscar oportunidades em outras cidades e ou estado.

    bem, espero ter ajudado, boa sorte e fique com DEUS

  100. Boa noite!
    Parabéns pelo seu blog, as perguntas e também os comentários tiraram muitas dúvidas que eu tinha.
    Bem, uma grande dúvida que tenho:
    Eu fui estagiária de uma empresa durante 5 meses e nesse período, eu faltei várias vezes, mas não foi por querer. Eu estava passando por um problema de saúde e para não ficar faltando demais na empresa, eu optei sair para cuidar da minha saúde. Eu dei uma pausa de 3 meses para me cuidar. Agora eu fico com medo que em uma entrevista de emprego me perguntem o motivo da minha saída do emprego anterior, penso que se eu falar que saí por problemas de saúde, vão achar que ainda estou doente e não vão me contratar. Pois eu só saí do emprego anterior porque eu não queria me prejudicar e nem a empresa com minhas faltas. O que eu faço?

    • Olá Alynne,
      sobre sua dúvida, utilizo a linha de raciocínio de que devemos ser honestos e sinceros acima de tudo, e que esta atitude ou comportamento é ainda um dos maiores valores do ser humano. Assim, expresse-se de forma clara e direta sobre a situação que viveu e, como já passou esta fase e está em plena saúde, exponha também que só pretende voltar a trabalhar porque se curou e entende estar apta para despenhar seu trabalho sem onerar qualquer empresa ou instituição. se possuir exames que comprovem sua saúde e ou situação atual, leve-os consigo, assim poderá também apresentá-los se for o caso.
      No entanto, penso que o que está em jogo em uma entrevista é acima de tudo sua capacidade para determinada função e de antemão é o que os entrevistadores buscam nesta oportunidade. Aproveite assim para se conhecer melhor, definir seus pontos fortes, elencar também os pontos fracos e se possível ate trabalha-los para que ao menos não atrapalhem sua evolução.
      Boa sorte e obrigado pela visita ao blog, espero poder continuar contribuindo!

  101. Gostaria de saber, se posso dizer numa entrevista de emprego, que sai do meu último emprego para cuidar do meu filho Nascido recentemente?

  102. Olá Kátia,

    uma pergunta bem interessante, pois culturalmente, nós brasileiros não nos sentimos a vontade para lidar com momentos negativos, seja por renúncia ou até frustração, como no caso do desligamento do ultimo emprego.
    Em uma entrevista, o que se pretende é extrair o máximo de informações do candidato para com estas poder alinhar as necessidades da empresa com o perfil identificado, a fim de minimizar possíveis erros de contratação. Neste sentido, para ambos (você e a empresa) é importante que o processo seja o mais transparente e real possível. Seja você mesma porém dê valor e enfatize suas qualidades e se o motivo da saída do último emprego entrar em pauta, fale sem rodeios e sem medo, porém ressalte que foi uma opção sua, por entender que aquele era o seu momento de viver o lado mãe, de se dedicar ao filho e a família.
    Neste sentido, penso que em seguida ressalte que agora poderás focar plenamente na carreira e poder desenvolver todo o seu potencial, demonstrando a confiança que o empregador espera de um futuro colaborador.

    Espero ter ajudado, sorte e sucesso…
    tenha um excelente dia!

  103. Boa tarde, se o entrevistador me perguntar: “Porque é que você acha que eu a devo contratar?” O que devo responder?

  104. Bom dia Diana,
    interessante sua pergunta, esta também fora uma das dúvidas da Sirlea em 2009… como você pode conferir acima.
    Para responder, penso que precisarás trabalhar 2 pontos fundamentais:
    Primeiro, pesquisar e conhecer ao máximo a empresa a qual pretende ingressar, obter o máximo possível de informações sobre a vaga aberta, cuja oportunidade estará pleiteando. Aqui, fica a a dica, podes obter muitos dados na internet mesmo, no site da empresa, etc. Neste ponto, vale ressaltar, que não apenas a empresa pode fazer perguntas, ela também poderá deixar aberto a você sobre algo que gostaria de perguntar ou saber na entrevista. Se houver abertura, aproveite e colha o máximo de dados possível sobre o perfil do funcionário, sobre a cultura da empresa, métodos ou abordagens de trabalho, etc. Se não houver esta abertura, a pesquisa pela internet pode ajudar bastante, como citado anteriormente.
    Segundo, busque identificar claramente suas qualidades e fraquezas, saiba como valorizar seu potencial, auto conhecimento é a palavra de ordem . Aqui, vale até algumas solicitações de depoimentos a amigos e colegas (ou ex) de trabalho, a fim de alinhar os atributos identificados.

    Após um bom trabalho efetuado nos 2 pontos citados, você terá condições de entender se possui o perfil desejado, as habilidades e conhecimentos do pré-requisito ao cargo e por fim, conseguirá expressar-se de forma assertiva, segura no que tange ao alinhar as necessidades da empresa com as qualidades que você possui.

    Como exemplo, suponhamos que na pesquisa na internet descubra que a empresa presa por profissionais que saibam trabalhar em equipe, que liderem e façam acontecer. Neste sentido, você deve analisar a sua trajetória e identificar projetos e resultados os quais sirvam de embasamento para dizer: “…Pesquisei que vocês buscam profissionais com alta capacidade de gerir pessoas, com foco em resultados e pelos trabalhos que já realizei (ai você tem a oportunidade de detalhar e apresentar o que resumiu no currículo) como na empresa X, que liderei ou trabalhei com N pessoas, onde o objetivo era a redução do tempo de processo, etc… Sendo assim, penso que estou apta a alcançar na vossa empresa os resultados esperados, juntamente com nossos colaboradores…”

    Enfim, um bom trabalho de base (pesquisa) e uma excelente capacidade de analogia com o que a empresa precisa, poderão lhe garantir maiores chances de responder bem esta pergunta e consequentemente, conseguir a vaga almejada.

    SUCESSO à você… tenha um excelente dia e semana…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s