Sem margem para erros

Quando eu era mais novo e tinha lá em torno dos meus 20 anos não me preocupava em nada com a minha carreira. Meu pensamento era de muito curto prazo. Eu pensava que fazendo tal coisa, seja um emprego ou um empreendimento, ia ganhar um determinado dinheiro que compraria o próximo bem não-durável no próximo mês e pronto. Não havia uma preocupação com o meu futuro financeiro ou com o meu futuro como profissional. Eu simplesmente não questionava o que estava fazendo ou para onde estava indo. A domesticação humana tinha funcionado comigo. Eu passeava no shopping, eu comprava marcas, eu bebia e festava e vivia a vida como a recomendação de como ela deve ser vivida. Isso tudo em…

leia mais em http://www.insistimento.com.br/empreendedorismo/carreira/sem-margem-para-erros/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s