Não rompa padrões, não faça competição, não pergunte o que não precisa

O sol, no inverno, é mais poético: dá mais alma ao meu ser robótico.  Outras coisas que fazem isso comigo são ler, ouvir e prestar atenção nas coisas.

Muita gente me pergunta se meus editoriais e críticas são dirigidos a alguém em específico ou se houve alguma coisa. Respondo parafraseando uma meditação que o anglicano John Donne escreveu no Século XVI e que o escritor Ernest Hemigway tornou popular em 1940: “não pergunte por quem os sinos tocam, eles tocam por você”.

Ainda, Ben Horowitz escreveu em março deste ano que os dois principais erros que um CEO pode cometer são: 1) levar as coisas a nível muito pessoal e 2) não levar as coisas a nível muito pessoal. Não pergunte se houve alguma coisa, ou mesmo se vai…

leia mais em http://www.jornaldoempreendedor.com.br/empreendedorismo-na-web/novidades-pela-net/nao-rompa-padroes-nao-faca-competicao-nao-pergunte-o-que-nao-precisa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s