Arquivo da categoria: finanças

Educação financeira é caminho para aumento da produtividade

oje muitas empresas já permitem que seus colaboradores realizem o chamado crédito consignado, com certeza esse é um ótimo benefício, contudo, que deve ser seguido de alguns cuidados. Ao oferecer esse produto, tem que ser grande o cuidado para que não se esteja combatendo apenas o efeito do problema do endividamento, e sim também ferramentas para combater a causa que é a falta de educação financeira. Caso contrário, esse benefício fará com que o problema possa se tornar uma “bola de neve”.

É fundamental que os profissionais de recursos humanos se atentem para o papel primordial da capacitação de seus colaboradores em relação a reeducação financeira, pois, isso com certeza fará com que eles se endividem menos e melhores sua produtividade. Mas o que é o crédito consignado? É uma forma dos trabalhadores terem acesso a empréstimos com juros bem mais baixos que os usualmente cobrados no cheque especial, cartão de crédito e crédito pessoal. Com a garantia de este ser realizado com desconto de prestações em folha de pagamento (crédito consignado), ou seja, o trabalhador receberá seu salário já deduzido da prestação devida ao banco.

O valor máximo das prestações é de até 30% do salário líquido mensal. Assim, essa é a melhor forma das pessoas endividadas ajustarem suas contas. Retomando o caminho da segurança financeira. As empresas devem assim incentivar essas práticas em alguns casos, mas antes tem a área de RH deve conversar francamente com os colaboradores que necessitam do benefício. Mostrando que tomar um empréstimo deve ser um ato responsável, com a avaliação dos reflexos que ele terá. Senão estará apenas criando um problema a mais para o futuro. Com esses entrando no ciclo vicioso do endividamento.

Isso provavelmente gerará no futuro insatisfação dos colaboradores, ao constatarem que o que a empresa paga não é suficiente para eles sobreviverem. Também recomendo, que quando a empresa utilizar esse tipo de benefício, que seja acompanhado por cursos de reeducação financeira dos colaboradores. Onde eles verão que é possível utilizar os salários de forma adequada, até mesmo guardando uma parte deste para a realização de objetivos (sonhos futuros).

Com a reeducação financeira, os colaboradores quebrarão paradigmas estabelecidos em nossa sociedade sobre a utilização do dinheiro de forma irresponsável e consumista, vendo que o que gastam deve se adaptar ao que ganham, incluindo nisso uma quantia para os objetivos. A empresa, oferecendo isso aos colaboradores, além de melhorar a qualidade de vida deles e de suas famílias, com certeza também observará melhorias na produtividade, já que pessoas com menos problemas se dedicam mais aos seus afazeres profissionais.

Por fim, a empresa também deve mostrar que esses créditos são bons em alguns casos, principalmente para quem está pendurado no cheque especial ou cartão de crédito, sendo uma ótima opção para sair do sufoco, pelos juros menores e prazos maiores. Para quem está no crédito pessoal parcelado ou no carnê da loja, até no penhor da CEF, tem que analisar o desconto que será dado pelo pagamento antecipado da dívida. Se a taxa de juros do desconto for maior que a do empréstimo consignado, recomendo a troca.

Antes de oferecer benefícios aos colaboradores, é importante dar a percepção de onde as ações corretivas e preventivas serão de melhor desempenho e eficácia. Pois, como diz o velho ditado “prevenir é melhor que remediar”.

fonte: http://carreiras.empregos.com.br/comunidades/rh/artigos/070410-educacao+financeira+e+caminho+para+aumeto+da+produtividade.shtm

Anúncios

Ser Pequeno é Lindo.

Seja grato pelo que você tem. Comemore como as coisas são. Quando você perceber que nada te falta, o mundo será seu. O segredo da felicidade não é buscar mais, mas desenvolver a capacidade de se divertir com menos. 

Quanto menor a equipe, melhor; 40 pessoas são muito mais lentas do que três. Ser Pequeno é Lindo! Orgulhe-se de ser Pequeno.

O teto da Capela Sistina foi pintado por UM cara e não por uma equipe de gerentes e estagiários com plano de carreira definido; dez pessoas trabalharam no projeto do iPhone durante 5 anos até o seu lançamento; enquanto isso, nem 5 mil engenheiros da BlackBerry juntos foram capazes de descobrir uma maneira de vencer o iPhone; Jesus Cristo começou com 12 seguidores, hoje são 2 bilhões.

Nos últimos 18 meses a Apple comprou 24 pequenas empresas porque nem mesmo ela é capaz de inovar como as pequenas inovam; o Google comprou o pequeno Waze porque milhares de programadores não conseguiram fazer um trabalho melhor com o Google Maps; Zuckerberg fez o Facebook no dormitório da faculdade quando o MySpace tinha centenas de milhões de usuários e se achava a última bolacha do pacote; o Whatsapp tinha 25 funcionários quando foi comprado pelo Facebook por 19 bilhões de dólares, e meia dúzia de funcionários quando colocou todas as empresas de telefonia do mundo de joelhos ao reinventar o torpedo de celular.

Quem muda o mundo são as pequenas empresas.

Sempre foi assim.

As grandes empresas nunca inventaram nada.

Todas as grandes e pequenas inovações que vocês conhecem são filhotes criativos de inventores solitários movidos pela paixão de causar um impacto profundo na vida das pessoas.

Eu me acabo de rir quando encontro uma molecada ansiosa por trabalhar em uma grande empresa porque ACHA que vai criar e inventar um monte de coisas. Piada. Se você quer mudar o mundo, comece SOZINHO! Ou junte-se a uma micro pequena equipe de seres humanos engajados em quebrar algum tipo de paradigma que as grandes empresas não tem coragem e muito menos capacidade para fazê-lo.

Se você trabalha em uma pequena empresa localizada no décimo andar conjunto 101 de um prédio velho de escritório caindo aos pedaços que tem apenas um elevador apertado, ORGULHE-SE do que você tem! Você provavelmente tem todo o poder que precisa para mudar o destino do seu mercado.

Quando as pessoas perguntaram o que você faz, responda “Eu trabalho na EMPRESA ABC!” E cale a boca! Deixe as pessoas absorverem a MARCA da sua empresa. Não diga mais nada! O nome da sua empresa é ÚNICO. Usá-lo para apresentar-se às pessoas irá levá-las a se questionarem o porque de não conhecer você.

Encontre um problema que os grandes não estão afim de resolver, e ataque de frente!

As pequenas empresas não tem absolutamente NADA a aprender com uma grande empresa, pelo contrário!

Deixe as grandes empresas se BURROCRATIZAREM com suas cartilhas cheias de missões, visões e valores que não emocionam nem defunto; tenha apenas uma linda, autêntica, honesta e transparente CAUSA humana!

Deixe os grandes perdendo tempo gerenciando suas listas infinitas de endereços de emails de pessoas que eles nunca vão encontrar pessoalmente; converse com a sua meia dúzia de clientes um-a-um e CARA-A-CARA!

Deixe os grandes se complicarem com a gestão do seu crescente e cancerígeno mix alucinado de produtos e serviços teoricamente complementares; venda apenas um ÚNICO produto ou serviço!

Deixe os grandes gerenciarem pessoas como se fossem gado; permita aos seus dois únicos funcionários saírem mais cedo do trabalho para buscar os filhos na saída da escola!

Deixe os grandes espremerem fornecedores como se fossem suco de laranja; estabeleça PARCERIAS VERDADEIRAS com todo mundo que te cerca! Trate TODO MUNDO como parceiros e não como servos.

Deixe os grandes torrarem seus lucros em escritórios pomposos nas principais vias da cidade; as pequenas empresas não precisam de escritórios pomposos. Você precisa apenas de um bom computador para mudar tudo.

Deixe os grandes investirem rios de dinheiro no mundo mágico da propaganda. Apenas 1% desse investimento dá resultado. 99% é perda de tempo. A propaganda como você conhece não funciona mais. Não perca tempo com isso.

A propaganda não é mais a alma do negócio, a alma é!

Invista todo o seu tempo na construção da alma da sua pequena empresa ao invés de investir na construção do corpo dela. A alma voa. A alma cresce. A alma se espalha. O mundo corporativo não tem alma. Tenha uma.

Ser Pequeno é LINDO!

Ser Pequeno é ter FOCO.

Ser Pequeno permite gastar mais tempo com cada pessoa que trabalha com você.

Ser Pequeno permite a você se concentrar no trabalho que tem que ser feito; deixe os grandes perderem o seu tempo com treinamentos e workshops maçantes sobre como ser babá de gente grande.

Ser Pequeno é LINDO!

Ser Pequeno ajuda todo mundo a entender o que cada um faz. Ser Pequeno ajuda todo mundo a ter consciência das circunstâncias, dos sucessos, dos fracassos e das expectativas de todos.

É difícil alguém fingir que está trabalhando quando se é pequeno. É difícil alguém se esconder ou tirar o corpo fora quando se é pequeno.

Ser Pequeno é LINDO!

Ser Pequeno é ter menos.

As pessoas fazem mais com menos.

Tudo que você diz em 1.000 palavras pode ser dito em 50. Em 50 palavras as coisas ficam mais claras. Se você precisa de 1 mil palavras para explicar alguma coisa é porque nem você mesmo entendeu o que você quer falar.

As pessoas fazem mais com menos.

90% das reuniões que você participa podem ter apenas 15 minutos de duração. Por que as reuniões tem que ter sempre UMA hora de duração? Daqui por diante faça reuniões de 15 minutos. 15 minutos é o suficiente. Experimente.

As pessoas fazem mais com menos.

Menos blá blá blá, menos planejamento, menos reclamação, menos preocupação, menos dúvidas, menos preguiça, menos insegurança, menos ignorância, menos ódio, menos ingratidão.

As pessoas fazem mais com menos.

Você não sabe o que você realmente tem na sua gaveta até você jogar 80% no lixo.

Ser Pequeno é LINDO!

Ser Pequeno vai te levar a ser Grande.

E quando isso acontecer, ARREBENTA TUDO!

Porque o importante mesmo é sempre começar tudo novamente.

Pequeno.

fonte: http://www.bizrevolution.com.br

A Psicologia do consumo

Este vídeo vale muito a reflexão até o 6° minuto, a forma como somos “educados” a consumir e também pela situação caótica dos serviços públicos, faz com que sempre pensemos em ficar ricos, e como o autor diz, o brasileiro não quer ficar rico para dominar o mundo, mas sim para poder proporcionar educação melhor a seus filhos, ter um bom plano de saúde, enfim… para viver melhor… neste ponto, precisamos ACORDAR e começar a VOTAR MELHOR e EXIGIR MAIS DOS GOVERNANTES e não só fazer barulho em manifestações que não contribuem efetivamente para a nação brasileira…

5 algemas mentais que aprisionam você à classe média

Eu me lembro da vez em que recebi a notícia de que ia ser pai pela primeira vez.

Tinha 27 anos, não era casado e tudo o que possuía eram dívidas e um carro financiado.

Apesar de ter morado a vida toda com meus pais até aquela idade e ter ganho sempre acima da média em todos os empregos e negócios por onde passei, eu não tinha dinheiro guardado e tampouco aplicado em investimentos.

Além disso, eu também me sentia uma pessoa pouco realizada e incompleta na profissão.

Apesar de em breve me tornar pai, ainda não me considerava homem dentro daquilo que eu acreditava ter potencial para fazer.

Como diziam meus pais, até aquele momento, eu tinha…

leia mais em http://www.insistimento.com.br/5-algemas-da-classe-media/

Como usar o dinheiro para “comprar felicidade”

A escritora Elizabeth Dunn, professora de Psicologia na University of British Columbia, no Canadá, e Michael Norton, palestrante da área de marketing na Harvard Business School, nos Estados Unidos, escreveram o livro “Happy money: the science of smarter spending” (em tradução livre “Dinheiro feliz: a ciência de como gastar melhor”…

A relação entre dinheiro e felicidade tem sido contestada ao redor do mundo. Uma pesquisa britânica concluiu que amigos trazem mais felicidade do que dinheiro. Especialistas em economia comportamental dizem que…

leia mais em http://dinheirama.com/blog/2013/09/10/como-usar-dinheiro-para-comprar-felicidade/

Por que guardar dinheiro? Foco na qualidade de vida e liberdade

De uns tempos para cá, a mídia brasileira começou a veicular notícias e reportagens sobre finanças pessoais como nunca antes se viu. Esse fato tem aumentado o interesse de muitas pessoas em buscar informações sobre como administrar seu próprio dinheiro. Com o fácil acesso à Internet, começam uma busca desenfreada sobre…

leia mais em http://dinheirama.com/blog/2011/07/29/por-que-guardar-dinheiro-foco-na-qualidade-de-vida-e-liberdade/

Como lidar com a felicidade nas decisões financeiras?

Nem sempre a matemática é o melhor caminho para uma decisão financeira. Lidar com as emoções é sempre um desafio nas decisões que envolvem dinheiro. Se os cálculos nos mostram que para atingir aquele objetivo tão sonhado sem contrair dívidas serão necessários vários anos, o que devemos fazer?

Será que devemos desistir de adquirir o tão sonhado objeto de consumo? Devemos nos sacrificar durante vários meses até conquistá-lo? Ou será que devemos nos endividar sem pensar no futuro? Calma, existem soluções para lidar com…

leia mais em http://www.investpedia.com.br//artigo/Como+lidar+com+a+felicidade+nas+decisoes+financeiras.aspx