Arquivo da tag: auto-conhecimento

Entrevista de emprego: Predictive-Index, já ouviu falar?

Bom dia,

continuando a série de posts sobre os maiores comentários do blog, temos o  Predictive Index  ou PI, segundo a definição em sites oficiais é um sistema de gestão executiva que mensura o comportamento dos profissionais da organização, relacionado ao trabalho e suas necessidades motivadoras. O PI oferece o conhecimento  para melhor motivar, liderar e alocar as pessoas para atingir os objetivos de sua empresa.

Refletindo bem sobre o modelo do teste, como já respondido nos comentários, não penso que este é um teste injusto, afinal o que se pretende é tentar conhecer melhor o candidato, e nestes sentido, o PI visa definir características e potencialidades a respeito de um indivíduo. É claro que pode haver manipulação e falsas interpretações, afinal um ser humano representa e é muito mais do que simples palavras escolhidas em uma folha de papel.
Porém, um conselho, procure refletir sobre suas qualidades e pontos fracos, a palavra aqui é auto-conhecimento, ou seja, você realmente está ciente de seus talentos, de seu potencial? Digo isso pois, quando estamos totalmente cientes de nosso potencial e valor, não temos nada a temer ou com que nos preocupar.

para maiores informações sobre o método, acesse o artigo utilizando o PI no processo de seleção.

SUCESSO e Realizações…
tenha um excelente dia.

Anúncios

Viver é um constante teste de validação de premissas

tualmente estou fazendo testes de validação em quatro negócios em paralelo. Quatro ideias que tive, mas que antes de torná-las realidade, resolvi praticar o ensinamento básico para criação de empresas enxutas (ou lean startups) e marketing digital que é o“validation test” (ou teste de validação). Neste processo de validação das minhas premissas de negócio, descobri o real significado do trabalho com inteligência e enfrentei alguns sentimentos interessantes que provavelmente devem passar…

leia mais em http://www.insistimento.com.br/empreendedorismo/auto-ajuda/viver-e-um-constante-teste-de-validacao-de-premissas/

Procrastinação: Como Combater a Enrolação

Procrastinação é o adiamento de uma ação. Para a pessoa que está a procrastinar, isso resulta em stress, sensação de culpa, perda de produtividade e vergonha em relação aos outros, por não cumprir com a suas responsabilidades e compromissos.

Não existe ninguém ao nosso redor que…

leia mais em http://queroficarrico.com/blog/2013/04/29/procrastinacao-como-combater-a-enrolacao/

Autofeedback

Em Delfos, na Antiga Grécia, o grande filósofo Sócrates já dizia: “Homem, conhece-te a ti mesmo”. Essa máxima estende-se com muita propriedade nos dias de hoje na Era das Redes Sociais.

Uma grande parte da humanidade sofre por não se conhecer, por não entrar em contato consigo mesmo. Em geral, as pessoas buscam “ter” bens materiais, sucesso na carreira, enfim, buscam o progresso que sem dúvida é necessário para as nossas vidas. No entanto podemos e devemos evoluir no “ser”, mas para isso é…

leia mais em http://www.rh.com.br/Portal/Desempenho/Artigo/8120/autofeedback.html

Em Busca do Boi

Conta uma história da tradição budista que, um monge entrou em um vilarejo montado em um boi, e os habitantes da vila lhe perguntaram onde estava indo.

Ele então respondeu que estava em busca de um boi.

As pessoas se entreolharam, intrigadas, e então começaram a rir. O monge se foi. No dia seguinte, de novo montando um boi, o monge voltou ao vilarejo. E de novo as pessoas lhe perguntaram o que buscava.

“Procuro um boi”, foi novamente a resposta. Outra vez o monge se foi, em meio ao riso de todos.

No terceiro dia o fato se repetiu: “o que busca?” e o monge, montado no boi, disse ser um boi o que buscava. Só que a piada já perdera a sua graça e as pessoas protestaram, dizendo: “olhe aqui, você é um monge, supostamente uma pessoa santa, sábia, e mesmo assim você vem aqui à procura de um boi quando, o tempo todo, é sobre um boi que você esta sentado.” ao que replicou o monge: “também assim é a sua procura de deus.” e assim é conosco. Tantas e tantas vezes saímos em busca de algo que estava conosco o tempo todo, sem que nos déssemos conta. Achamos que a nossa realização está em outro trabalho, outra profissão, outra família, outros amigos… e chegamos por vezes a partir em uma busca inútil quando, se olhássemos com um pouco mais de atenção – talvez com um pouco mais de boa vontade – para aquilo que já temos, descobriríamos que o ” boi” que tanto procurávamos estava nos carregando todo o tempo.

É preciso olhar para frente, sim, traçar metas, segui-las. Mas sem perder a noção do potencial de realização e felicidade que esta bem aqui, na nossa realidade presente.

Se você aprender a olhar para sua própria vida, pode descobrir que sua esposa, ou seu marido, ainda conserva muito daquilo que fez você se apaixonar há 10, 20, 50 anos.

Que sua profissão continua tendo muito em comum com suas idéias de vida – apesar de seu desgaste, de seu cansaço.

Que seu trabalho ainda guarda chances e as perspectivas que tanto prometiam. Estão apenas um tanto encobertas pela poeira do tempo que passou, enquanto você esteve ocupado demais para aproveitá-las.

A felicidade precisa ser perseguida. Mas muitas, muitas vezes, sofremos e choramos sentados sobre ela.

fonte: http://www.contandohistorias.com.br/historias/2004260.php

Processo de melhoria contínua para a sua pessoa

O processo de auto-conhecimento, de crescimento e de melhoria contínua é marcado por algumas mudanças. São hábitos simples e que nos ajudam a virar o disco da nossa mente através de atitudes, pensamentos e sentimentos positivos no nosso dia-a-dia. É nessa mudança de hábitos que encontramos uma quantidade infinita de razões para estarmos de bem com um dos nossos piores inimigos: nós mesmos.

Vale a pena, portanto, parar pra pensar em alguns deles ao menos uma vez por dia, dia após dia. A repetição, nesse caso…

leia mais em http://webinsider.uol.com.br/index.php/2008/11/01/processo-de-melhoria-continua-para-a-sua-pessoa-tambem/

Tese de Guerdjef

Tese de um pensador russo chamado Guerdjef, que no início do século passado
já falava em auto-conhecimento e na importância de se saber viver.

Dizia ele: “Uma boa vida tem como base o sentido do que queremos para nós
em cada momento e daquilo que, realmente vale como principal”.

Assim sendo, ele traçou 20 regras de vida que foram colocadas em destaque
no Instituto Francês de Ansiedade e Stress, em Paris.

Dizem os “experts” em comportamento que, quem já consegue assimilar 10 delas,
com certeza aprendeu a viver com qualidade interna. Ei-las:

1. Faça pausas de dez minutos a cada duas horas de trabalho, no máximo.
Repita essas pausas na vida diária e pense em você, analisando suas atitudes.

2. Aprenda a dizer não sem se sentir culpado ou achar que magoou. Querer
agradar a todos é um desgaste enorme.

3. Planeje seu dia, sim, mas deixe sempre um bom espaço para o improviso,
consciente de que nem tudo depende de você.

4. Concentre-se em apenas uma tarefa de cada vez. Por mais ágeis que sejam
os seus quadros mentais, você se exaure.

5. Esqueça, de uma vez por todas, que você é imprescindível. No trabalho,
casa, no grupo habitual. Por mais que isso lhe desagrade, tudo anda sem a
sua atuação, a não ser você mesmo.

6. Abra mão de ser o responsável pelo prazer de todos. Não é você a fonte
dos desejos, o eterno mestre de cerimônias.

7. Peça ajuda sempre que necessário, tendo o bom senso de pedir às pessoas
certas.

8. Diferencie problemas reais de problemas imaginários e elimine-os porque
são pura perda de tempo e ocupam um espaço mental precioso para coisas
mais importantes.

9. Tente descobrir o prazer de fatos cotidianos como dormir, comer e tomar
banho, sem também achar que é o máximo a se conseguir na vida.

10. Evite se envolver na ansiedade e tensão alheias enquanto ansiedade e
tensão. Espere um pouco e depois retome o diálogo, a ação.

11. Família não é você, está junto de você, compõe o seu mundo, mas não é a
sua própria identidade.

12. Entenda que princípios e convicções fechadas podem ser um grande peso,
a trave do movimento e da busca.

13. É preciso ter sempre alguém em que se possa confiar e falar abertamente
ao menos num raio de cem quilômetros.  Não adianta estar mais longe.

14. Saiba a hora certa de sair de cena, de retirar-se do palco, de deixar a
roda. Nunca perca o sentido da importância sutil de uma saída discreta.

15. Não queira saber se falaram mal de você e nem se atormente com esse
lixo mental; escute o que falaram bem, com reserva analítica, sem qualquer
convencimento.

16. Competir no lazer, no trabalho, na vida a dois, é ótimo … para quem quer
ficar esgotado e perder o melhor.

17. A rigidez é boa na pedra, não no homem. A ele cabe firmeza, o que é muito
diferente.

18. Uma hora de intenso prazer substitui com folga 3 horas de sono perdido. O
prazer recompõe mais que o sono. Logo, não perca uma oportunidade de
divertir-se.

19. Não abandone suas 3 grandes e inabaláveis amigas: a intuição, a inocência
e a fé!

20. E entenda de uma vez por todas, definitiva e conclusivamente:

VOCÊ É O QUE SE FIZER SER!

———————————————————————–
Esta mensagem pode ser encontrada no site “Contando Histórias”,
no endereço http://www.contandohistorias.com.br/historias/2006139.php