Arquivo da tag: crescer

Saia fora da caixa, floresça o artista…

img

fonte: http://www.updateordie.com/2015/06/05/born-like-an-artist-bloom-like-an-artist/

Anúncios

O QUE FIZERAM COM SUA SEGUNDA-FEIRA?

Se a sua vida fosse um filme, provavelmente a segunda-feira seria o bandido e a sexta-feira o mocinho. Não é mesmo?

Bom, eu não sei se você odeia a segunda-feira, mas posso lhe garantir que 90% das pessoas odeia e não precisa ser nenhum pesquisador formado em Harvard para saber disso, basta acessar as redes sociais na segunda e depois na sexta-feira e perceber a diferença das publicações. Na segunda pipocam de…

leia mais em http://www.olheforadacaixa.com/segunda-feira/

Você nunca terá sucesso sendo adolescente

Sábado foi um dia maravilhoso.

Você acordou na sua cama confortável com lençóis, travesseiros e cobertas que adora.

Levantou um pouco mais tarde que nos dias do semana porque, afinal, você merecia um descanso extra.

Ao levantar da cama foi para a cozinha onde encontrou frutas, pão, manteiga, leite e toda a sorte de coisas boas para fazer o seu desjejum.

Depois do café da manhã, você voltou para o quarto, ligou o seu computador e foi para a internet trabalhar e se distrair um pouco enquanto a hora passava para você ir para um churrasco que seus amigos haviam marcado e lhe convidado.

Para ir para o churrasco você pediu carona para seus pais, seu marido ou esposa que prontamente o levou até a casa onde seus amigos estariam reunidos para o churrasco, distante uma meia hora de onde você morava.

Você passou uma tarde agradável perto dos seus amigos, conversando, brincando, comendo e bebendo feliz até o momento em que começou a escurecer.

Você ligou de volta para quem lhe deu carona no início do dia dizendo que o ônibus que o levaria até em casa demoraria para chegar e essa pessoa se convidou a ir pegá-lo novamente na festa.

Você esperou meia hora e lá estava sua carona de volta.

Você entrou no carro e sem fazer esforço chegou novamente na sua casa onde um jantar bacana o esperava.

Você tomou um banho quente, daqueles rejuvenescedores, vestiu um pijama confortável que já estava limpo na sua gaveta de roupas e sentou-se à mesa para comer a sua última refeição do dia e conversar sobre os acontecimentos do dia com as outras pessoas que moram com você.

Quando o jantar acabou, você recolheu as louças que estavam sobre a mesa e as colocou na pia, juntamente com as panelas e talheres que serviram para fazer e servir aquela refeição.

Depois disso você foi para o seu quarto, ligou o seu computador na internet como tinha feito no início do dia e esperou até chegar o sono e você deitar na sua cama confortável mais uma vez.

(Ponto)

“A gratidão é a virtude das almas nobres.” ~ Esopo (Tweet Isso)

Quantas pessoas você conhece que se comportam dessa forma? Talvez você mesmo se comporte assim, não é mesmo?

Usufrui dos ambientes, das coisas e das pessoas e se esquece de agradecê-las e agradá-las.

A louça que ficou sobre a pia, vai ter que ser lavada por alguém.

Provavelmente, o mesmo alguém que te levou e te buscou da festa que você foi.

Alguém que te proporcionou usar eletricidade no seu quarto, juntamente com internet e um computador portátil.

Muitas vezes alguém que você até mesmo ama e tem bastante consideração.

Adolescência adulta

Muitos adultos não saíram da adolescência.

Apesar de vivermos em bairros, não conhecemos e não nos importamos de fato com quem mora no nosso bairro.

Agimos da mesma forma com as pessoas que moram na nossa cidade, no nosso estado, no nosso país e no mundo.

Se dentro das nossas casas nós não nos importamos com o coletivo, como discursar sobre o coletivo global? Como querer que nossos filhos, netos e bisnetos adotem uma postura de vida preocupada com o coletivo mundo afora se dentro de casa, cada um só pensa em si?

Que se dane os outros! Eu quero saber é de mim!

O sistema social que vivemos atualmente conseguiu distanciar as pessoas dentro da mesma casa.

Todo mundo faz algo mais importante que o outro.

  • É importante para mim escrever, então que os outros se virem nas suas tarefas.
  • É importante para mim fazer o trabalho da escola, então os outros que se virem nas suas tarefas.
  • É importante para mim ganhar dinheiro, então os outros que se virem nas suas tarefas.

Eu jogo bituca de cigarro no chão, latinha de refrigerante na rua, compro um carro além das minhas possibilidades financeiras e planejo viagens para o exterior só para mostrar na rede social que eu sou o bonzão.

Não me preocupo com a louça que vai ficar em cima da pia.

Eu quero saber do meu, daquilo que é meu por direito e se puder fazer o mínimo pelos outros, é o que vou fazer.

“Os homens apressam-se mais a retribuir um dano do que um benefício, porque a gratidão é um peso e a vingança, um prazer.” ~ Tácito (Tweet Isso)

É impossível gerar valor como adolescente

Todo empresário deve ter a preocupação de gerar valor para os outros.

No exemplo acima, ter lavado a louça e limpado a cozinha teria sido uma boa forma de retribuir ao mundo aqueles serviços que ele havia lhe prestado.

Quando eu era adolescente eu também agia da forma como exemplifiquei na história acima.

Eu queria tudo para mim e não queria dar nada ou praticamente nada.

Eu não queria saber de onde vinha a energia elétrica que eu utilizava ou o combustível que movimentava os veículos que eu usava para me movimentar pelo mundo.

Eu era o centro do universo!

Quantos empreendedores você conhece que são assim?

Eu conheço muitos.

Todos muito interessados em si mesmos e pouquíssimos interessados em gerar valor para os outros.

Ninguém se pergunta verdadeiramente “Como eu posso ajudar mais os outros?”

“O quão feliz é uma pessoa depende da profundidade de sua gratidão.” ~ John Miller (Tweet Isso)

Eu posso te falar que eu já tive várias vezes a ideia de acabar com este site.

Afinal, o retorno financeiro que ele me dá ainda é só uma ajuda de custo para manter o serviço de hospedagem do site funcionando e pagar uma pizza no final de semana, mas sempre que eu pensava em acabar com ele, em deixá-lo para lá, pensava que estava me comportando como a pessoa da historinha acima.

Ou seja, pensando mais no meu umbigo que nos outros.

À frente do seu negócio, seja ele qual for, pense sempre nos outros, no que você pode fazer a mais para ajudar as outras pessoas.

É lavar uma louça? É ajudar alguém a escolher a melhor opção de roupa para o seu corpo? É limpar a tela do computador que você acabou de consertar? É presentear os seus clientes com um chocolate depois do almoço?

Não deixe a louça suja para quem você ama lavar.

Clientes, amigos, colegas, vizinhos, filhos e netos, são todos nossos irmãos e vivem na mesma casa que nós.

Quanto mais servimos, mais temos para dar.

Pense nisso e lave a louça suja na próxima vez que ela sobrar e sem, é claro, contabilizar quantas vezes você lavou e quantas vezes as outras pessoas lavaram para você.

Seja humilde. Amadureça e deixe a adolescência para trás.

fonte: http://insistimento.com.br/fracasso-adolescente/

12 PERGUNTAS PRA QUEM QUER CRESCER

1. Que tal não querer apenas ouvir coisas agradáveis?

2. Que tal aprender com humildade?

3. Que tal reconhecer que não é o sabichão?

4 Que tal não resistir a dar o braço a torcer apenas por orgulho?

5. Que tal respeitar os resultados de quem deve se tornar o seu referencial?

6. Que tal ouvir, refletir e se desarmar em vez de ficar se defendendo?

7. Será que o que você acha que é grande coisa realmente é grande coisa ou você foi condicionado a adotar referenciais muito baixos?

8. Que tal rever os seus valores quando perceber que os seus resultados estão na melhor das hipóteses na média, em outras palavras, no máximo na mediocridade?
(mediocridade = na média)

9. Que tal ousar a acreditar que você pode mudar, ou melhor, revolucionar a sua forma de pensar e por consequência revolucionar os seus resultados?

10. Que tal enxergar o mundo por um outro ângulo?

11. Que tal seguir caminhos diferente das grandes massas a fim de conquistar resultados diferentes?

12. Que tal perguntar mais em vez de querer ficar sustentando o mundinho que lhe apresentaram?

fonte: facebook.com/canalgeracaodevalor

Ser melhor – Você é capaz de renascer?

O mercado de trabalho, em especial na área de Relacionamento com Clientes, é farto de profissionais, populoso mesmo.

Entretanto, tenho notado que – com certa tristeza – que o foco no desenvolvimento dos recursos humanos tem deixado a desejar. Desde o âmbito de formação familiar, escolar, acadêmica e profissional.
Acredita-se que o conhecimento é suficiente para o bom desempenho, mas de fato o que o mundo corporativo necessita é muito mais que isso.
As organizações espelham um cotidiano tresloucado, com um “dinamismo” insano de quem acredita que ter muito a fazer é…

Generosidade

Quem são os generosos?

Aqueles que se esforçam para se tornar mestres de si.

Eles entendem as dificuldades que surgem no caminho do auto-conhecimento,por isso desenvolvem empatia em relação àqueles que também estão tentando alcançar o bom.

Inclusive, são benevolentes com os que ignoram e criticam o bom.

As pessoas que nunca tentaram melhorar a si mesmas tem pouca ou nenhuma tolerância em relação aos outros.

Como nunca enfrentaram suas próprias falhas, não encaram as imperfeições dos outros com amor e entendimento. Elas não conseguem ser generosas.

fonte: http://www.contandohistorias.com.br/historias/2006344.php

Quando crescemos

Olá,
vasculhando ou navegando por algumas iniciativas que tive no passado que culminaram com a criação deste espaço, blog, enfim, encontrei este post que me pareceu bem atual e oportuno. O melhor desta busca foi constatar que alguns conceitos ainda permeiam meus princípios e atitudes e, que como o próprio post menciona, tenho “crescido” muito nestes anos. Confira.


pois bem, a vida tá cada vez mais corrida pessoALL, as oportunidades estão aí, e tenho que estar preparado para elas, atento, motivado e perseverante…

…nestes dias tenho aprendido muita coisa, e algo que tem sido comum nesse aprendiado diário, é que devemos sempre pensar em fazer o bem, ajudar alguém, sem esperar nada em troca, precisamos enchergar as dificuldade do outro, procurar se aproximar e oferecer ajuda, o nosso trabalho, missão também é essa… penso que muitas vezes quando trabalhamos, pensamos em fazer a nossa parte beleza, o nosso lado já está muito bom, mas não é assim… a pessoa que só faz a sua parte, faz pouco… a pessoa que cumpre somente a sua tarefa, faz muito pouco… devemos sim cumprir com nossas tarefas e responsabilidades, e com eficiência… mas assim não crescemos! apenas damos “manutenção” ao nosso conhecimento!

Crescemos quando servimos ao outro, quando ajudamos nosso semelhante, quando o auxiliamos a encontrar respostas para suas dúvidas, ou então… para faze-lo enchergar novas perguntas, para se entusiasmar… enfim, CRESCEMOS quando partilhamos de uma outra realidade, de outras dificuldades, de outras situações de trabalho, de vida, pois não ascendemos só profissionalmente, mas como pessoas, como cidadãos, ser humano!

reflitam…